Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Oráculo Por aquele cara de Delfos Ser supremo detentor de toda a sabedoria. Envie sua pergunta pelo inbox do Instagram ou para o e-mail maria.costa@abril.com.br.

Como se compra uma ilha?

Depende. Ilhas em lagos e rios são diferentes das ilhas marítimas.

Por Carolina Fioratti Atualizado em 29 dez 2021, 09h20 - Publicado em 15 dez 2021, 15h42

Depende. Algumas ilhas em rios e lagos são consideradas imóveis comuns: têm escritura e são negociadas por imobiliárias (de luxo).

Já as ilhas marítimas pertencem à União – e aí complica. O processo de aquisição é descrito pela Lei Federal 9.636/98. Elas só podem ser vendidas por meio de leilão ou concorrência pública, com autorização do presidente da República.

Nesse caso, a ilha precisa se enquadrar em algumas exigências. Deve-se considerar que não há prejuízo para o país (em nenhuma esfera, da preservação ambiental à defesa militar). Uma vez com a posse da ilha, o proprietário precisa pagar uma espécie de imposto anual à União. Se quiser vendê-la, também arca com uma taxa, chamada “laudêmio”.

Fonte: Antonio Carlos Morato, professor da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo

Pergunta de @duds13, via Instagram

Continua após a publicidade

Publicidade