Clique e Assine SUPER por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Turma do Fundão

Por Blog Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Grupo de leitores-colaboradores da ME que ajuda a revista sugerindo pautas e alimentando este blog cultural
Continua após publicidade

8 filmes independentes para assistir na Netflix

Por turma-do-fundao
Atualizado em 4 jul 2018, 20h34 - Publicado em 11 abr 2016, 19h26

Beatriz_Danquimaia

Uma boa aposta para quem já está cansado do velho estilo Hollywoodiano são os filmes indies. Normalmente com um orçamento bem baixo em relação às grandes produções, um filme independente também não possui muita interferência dos produtores e, muitas vezes, por esse motivo, seu conteúdo e estilo mostram a visão genuína do diretor.

A comercialização de filmes independentes é caracterizada por um lançamento limitado. Eles são exibidos em poucas salas de cinema e em festivais. Algumas dessas produções podem ter um grande marketing e um grande lançamento, mas são casos raros e que, provavelmente, tiveram os direitos comprados por um grande estúdio.

A Netflix tem uma boa lista de filmes independentes em seu catálogo, com ótimos roteiros e uma trilha sonora maravilhosa. Veja a seguir oito ótimos longas independentes que podem ser encontrados no serviço.

1) Tomboy (2011 – Céline Sciamma)

netflixindies_tomboy

Continua após a publicidade

Aos 10 anos, Laure (Zoé Héran) se muda com sua família para um novo lugar onde ela e a irmã caçula não conhecem ninguém. Um dia, Laure decide sair para a rua e conhece sua vizinha Lisa (Jeanne Disson), que a confunde com um garoto. Por gostar de seus cabelos bem curtos e suas roupas no estilo geralmente entendido como masculino, Laure vai fundo na confusão e diz a Lisa que seu nome é Mickaël.

A partir disso, sem conhecimento de seus pais, Laure começa a viver uma vida dupla, jogando bola, tirando a camisa, cuspindo no chão e agindo “como um garoto” para que sua mentira permaneça. Isso desencadeia no telespectador uma série de reflexões sobre a relação entre comportamento e sexualidade criada pela sociedade.

2) A Onda (2008 – Dennis Gansel)

netflixindies_diewelle

Rainer Wenger (Jürgen Vogel) é um professor de ensino médio que precisa ensinar seus alunos, nada interessados, sobre autocracia. Vendo o claro desinteresse dos adolescentes, o professor decide fazer um experimento para explicar na prática as características do fascismo e do poder. Então o movimento “A Onda” é criado, com o lema “força pela disciplina” e tendo o próprio Wenger como líder.

Continua após a publicidade

O professor acaba perdendo o controle da situação e os alunos começam a propagar “A Onda” pela cidade, o que torna o projeto escolar um movimento real, deixando as coisas cada vez mais sérias e fanáticas. Isso dificulta muito as tentativas do professor de acabar com o movimento, mesmo que já seja tarde demais.

3) Preciosa (2009 – Lee Daniels)

netflixindies_preciosa

Claireece “Preciosa” Jones (Gabourey Sidibe) tem 16 anos e sofre diversas privações durante sua adolescência, como a violência sexual cometida pelo próprio pai e o abuso psicológico exercido pela mãe. Ela cresce isolada, irritada e sem noção do que é amor de verdade. Além dessas situações e de sua pobreza, Preciosa também tem um filho (apelidado de “Mongo” por ser portador da Síndrome de Down), que está sob os cuidados de sua avó.

Ao engravidar pela segunda vez, Preciosa é suspensa da escola. É quando a Sra. Lichtenstein (Nealla Gordon), sua amiga, entra em cena e consegue para ela uma vaga em uma escola alternativa, onde ela pode conseguir lidar com sua vida complicada, fugindo de sua existência traumática e se escondendo em sua própria imaginação.

Continua após a publicidade

4) Shame (2011 – Steve McQueen)

netflixindies_shame

Brandon (Michael Fassbender) é um homem bem-sucedido que mora sozinho em sua cobertura na cidade de Nova York. Diagnosticado por sua psiquiatra como “dependente sexual”, Brandon é insaciável e pratica sexo a todo instante com garotas de programa, na internet, em locais públicos e boates.

Sua rotina sexual é quebrada quando sua irmã Sissy (Carey Mulligan) chega em sua casa sem avisar. Além de dividir seu espaço com sua irmã e controlar o seu vício, ele também tem que lidar com suas maiores fraquezas: seus sentimentos mais profundos e o amor. Essas fraquezas ficam claras na relação com sua irmã – em diversas passagens, é possível perceber a dificuldade que Brandon tem para relacionar-se afetivamente com outras pessoas.

5) Ginger & Rosa (2012 – Sally Potter)

Continua após a publicidade

Ginger (Elle Fanning) e Rosa (Alice Englert) são amigas inseparáveis que vivem em Londres no ano de 1962. As duas falam sobre tudo, desde política até penteados e focam principalmente no desejo de ter uma vida diferente de suas mães, sempre presas a rotina doméstica.

O medo crescente de uma guerra nuclear faz com que as duas comecem a idolatrar o pai pacifista de Ginger, que as tenta convencer a lutar contra isso. Porém com a Guerra Fria e a revolução sexual da época, Rosa começa a mostrar interesse por outras coisas, o que abala a amizade das duas.

6) O Abutre (2014 – Dan Gilroy)

netflixindies_abutre

Continua após a publicidade

Estrelado por Jake Gyllenhaal no papel de Lou Bloom, o filme foca um jovem desesperado por trabalho que acaba caindo no mundo do jornalismo sensacionalista de Los Angeles. Ele é posto em contato com freelancers que buscam acidentes, incêndios, assassinatos e outras desgraças. Torna-se um abutre, atento a qualquer barulho de sirene policial que possa significar uma tragédia que possa ser convertida em dinheiro.

Lou recebe a ajuda de Nina (Rene Russo), uma veterana do sensacionalismo sanguinário. Ele é capaz de qualquer coisa para conseguir a imagem perfeita, inclusive arriscar sua vida e a vida dos outros.

7) Eu Matei Minha Mãe (2009 – Xavier Dolan)

netflixindies_mateiminhamae

Hubert Minel (Xavier Dolan) é um jovem de 17 anos que não ama sua mãe. Suas roupas bregas, estilo kitsch e até o jeito como ela come são totalmente desprezados por ele. Isso sem falar na manipulação e na culpa empregados por ela o tempo todo, o que torna a relação de amor e ódio entre os dois cada vez mais difícil.

Apesar da obsessão por essa relação, ele vive sua adolescência, que é típica e rebelde, com novas experiências ilícitas, amizades, sexo, amor e abandono.

8) O Abrigo (2011 – Jeff Nichols)

netflixindies_oabrigo

Numa pequena cidade de Ohio vive Curtis LaForche (Michael Shannon) com sua esposa Samantha (Jessica Chastain) e Hannah, sua filha de seis anos deficiente auditiva. Apesar de trabalharem muito para suprir as necessidades da filha em saúde e educação (o que causa diversas dificuldades financeiras para o casal), consideram-se felizes.

Curtis começa a ter pesadelos com uma tempestade apocalíptica. Mesmo sem contar para ninguém sobre os pesadelos, ele começa a ficar obcecado com isso. Ele constrói um abrigo no quintal para salvar sua esposa e sua filha da tempestade, o que deixa Samantha cada vez mais preocupada e confusa.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.