Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Como sobreviver no deserto

No deserto há as regras dos 3. No pior dos casos você sobrevive: 3 minutos sem ar, 3 horas sob o sol, 3 dias sem água e 3 semanas sem comida

Por Stefan Gan Atualizado em 31 out 2016, 18h53 - Publicado em 30 set 2005, 22h00

Aja à noite

Fazer esforço durante o dia é o caminho mais curto para transformar você em charque. Durma de dia e caminhe à noite, de preferência munido de tocha ou lanterna. Procure detectar sinais de proximidade da civilização, como sons ou luzes.

Proteja-se do sol

Durante o dia, esconda-se como puder dos raios solares. Se o deserto tiver escarpas, aproveite as sombras criadas pelo relevo.

Se houver algum tipo de vegetação, busque a proteção de cactos e arbustos.

Se só houver areia ao seu redor, cave o maior buraco que conseguir e se enfie dentro dele: alguns centímetros abaixo da superfície, a temperatura do solo é um pouco menor.

Nada de striptease

Por mais que você sinta calor, não caia na tentação de tirar a roupa: ela é uma proteção importante contra o sol. Desabotoe, abra e afrouxe o que puder para ficar 100% confortável e cubra a cabeça com uma camisa ou outra peça. Se você tiver filtro solar (algo comum para quem passeia no deserto), use-o.

Hidrate-se

Racionar água não prolongará sua vida. A desidratação prejudica a capacidade de pensar e, nessa situação, ninguém pode se dar ao luxo de ser burro. Quando a fome bater, não coma: o corpo usa água na digestão e o resultado é uma desidratação mais rápida.

Fogo é fundamental

Óculos (de grau ou escuros) servem para acender fogueiras, importantíssimas para a noite, quando a temperatura cai dramaticamente.

Seja escandaloso

Para mandar sinais de socorro, faça 3 fogueiras e dê 3 assobios altos sempre que puder. O número 3 é um código internacional para identificar quem está em apuros: uma fogueira solitária poderia indicar somente que uns doidos estão fazendo uma rave.

Continua após a publicidade
Publicidade