Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Manicure milenar

As cores do ¿esmalte¿ estavam relacionadas com a posição social do indivíduo ¿ homem ou mulher.

Por Da Redação Atualizado em 31 out 2016, 18h49 - Publicado em 31 out 2003, 22h00

Claudia de Castro Lima

Como surgiu o costume de pintar as unhas?

(Verônica M.A. Lima, Guararapes, SP)

As primeiras unhas pintadas surgiram provavelmente na China, por volta de 3 000 a.C. As cores do “esmalte” estavam relacionadas com a posição social do indivíduo – homem ou mulher. Durante a dinastia Chou, no século 7 a.C., apenas os membros da família real podiam usar uma pasta dourada ou prateada na unha – as cores reais mudariam mais tarde para vermelho e preto. Ao redor do ano 30 a.C., pintar as unhas era moda também entre os egípcios, que mergulhavam os dedos em tintura de hena. Mulheres das classes menos favorecidas só estavam autorizadas a pintar as unhas com tons claros.

No reinado de Cleópatra, por exemplo, só ela podia usar vermelho para colorir sua unha. Desobedecer à ordem dava punição severa – às vezes, até morte.

Os primeiros esmaltes eram feitos de uma mistura de goma arábica, cera de abelha, clara de ovo e gelatina. Hoje, o esmalte é uma variação da tinta usada em pintura de carros. “Antes da década de 20, costumava-se passar óleo nas unhas e depois lustrá-la, hábito que indicava status”, afirma Mitsuko Shitara, professora de história da moda da Faculdade Santa Marcelina.

Continua após a publicidade
Publicidade