GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Origem do galo na cabeça

Oliver Hesketh Braun, São Paulo, SP; Bruno Silva Oliveira, Campinas, SP

Com a pancada, parte dos vasos sangüíneos que irrigam a região se rompe, deixando vazar plasma, parte líquida do sangue composta principalmente de água. Ocorrem também rupturas nos vasos linfáticos – encarregados de controlar a quantidade de líquido no interior dos tecidos – que liberam a linfa, de composi-ção química semelhante ao plasma. “A quantidade de líquido que vaza quando se recebe uma pancada na cabeça é grande porque o tecido da região é ricamente vascularizado.

Como logo abaixo dele estão os ossos do crânio, esse líquido não tem por onde escoar, formando uma saliência na superfície”, diz o anatomista Cláudio Ferraz de Carvalho, da Universidade de São Paulo. Com uma pancada maior, a fissura no vaso sangüíneo também é maior. Por isso, junto com o plasma, escapam glóbulos vermelhos que, além do inchaço, provocam um hematoma.