GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Vídeos pornográficos de Minecraft bombam na internet

As buscas por vídeos eróticos relacionados ao jogo aumentaram 326% nos últimos dois anos.

Não é de hoje que pornografia com personagens de video games fazem sucesso: Halo, Call of Duty, Tomb Raider. Mas Minecraft é novidade. O jogo, lançado em 2009, é composto por blocos, dos cenários aos personagens. É bem parecido com um lego, já que são várias pecinhas quadriculadas utilizadas para realizar construções, desde as mais simples até as mais complexas.  

O site pornográfico Pornhub divulgou dados que mostram que, desde 2014, as buscas por vídeos eróticos relacionados ao jogo aumentaram 326%, sendo 108% desse total só em 2015. Os termos mais procurados são Minecraft, Minecraft pornô e Minecraft hentai (um tipo de pornografica exibida em desenhos e mangás japoneses). “No dia 14 de junho de 2015, as pesquisas aumentaram 154%. A causa provável? A nova versão do jogo, com hololens da Microsoft (um dispositivo de realidade virtual), seria mostrada ao vivo no dia seguinte em uma feira. Claramente, isso deixou os fãs animados”, disse o site.

Agora, os vídeos já estão por todos os lugares, mas eles começaram no canal FuturisticHub, no YouTube. O primeiro vídeo lançado se chama “Needed in Minecraft”, e foi ao ar em novembro de 2013. Apesar de ter só 1 minuto e 6 segundos de duração, ele já foi visto mais de 26 milhões de vezes. O clipe mostra dois bonecos quadradões (literalmente) em algumas posições sexuais. É bizarro, mas parece que faz sucesso.

O problema é que a maioria das pessoas que jogam Minecraft são crianças e adolescentes: 43% dos jogadores têm entre 15 e 21 anos e 20% dos mais de 100 milhões de players registrados não têm nem 15 anos de idade. Por isso, as estatísticas que o Pornhub divulgou preocupam: o grupo de pessoas entre 18 e 24 anos de idade tem 498% mais chances de procurar por esse tipo de pornografia do que os outros grupos. Só que, como os dados são inseridos pelo próprio usuário, na realidade, boa parte desse grupo deve ser composta por adolescentes menores de idade.