Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Star Wars Day: Disney revela sabre de luz extremamente realista. Assista

Brinquedo estará em hotel inspirado na saga, que abrirá em 2022. O anúncio faz parte das comemorações do "May the 4th" – saiba como a data surgiu.

Por Rafael Battaglia 4 Maio 2021, 18h10

Nesta terça-feira (4), a Disney publicou um vídeo em que apresenta a sua nova versão dos sabres de luz de Star Wars – desde abril, já havia rumores sobre o novo modelo. Retrátil e com luzes idênticas às da arma dos filmes, ele é bastante realista.

Bem, tão realista quanto uma espada de energia pode ser – mas você entendeu. Para resumir: parece bem legal. Assista à demonstração abaixo:

A Disney não forneceu muitos detalhes sobre como os novos sabres funcionam. A hipótese que circula pela internet é que ele opere como uma fita métrica de plástico, capaz de esticar e se retrair – tudo motorizado, claro. Em volta, luzes de LED para simular o efeito energético da arma dos jedi.

Para experimentar o novo brinquedo, não basta acreditar na Força. Os sabres estarão disponíveis no Star Wars: Galactic Starcruiser, um hotel que abrirá em 2022 no Walt Disney World Resorts, em Orlando, nos EUA. Ele vem na sequência do Galaxy’s Edge, uma gigantesca área dedicada à saga inaugurada em 2019 nos parques da empresa.

No Galactic Starcruiser, a promessa é oferecer aos hóspedes uma experiência imersiva de dois dias. Os quartos serão, na verdade, cabines de passageiro, como em uma espaçonave. Já o restaurante simulará uma autêntica cantina de Star Wars – como aquela em que Luke e Obi-Wan conhecem Han Solo.

Além disso, haverá atividades temáticas, como operar os sistemas de navegação da nave e, claro, treinar com os sabres de luz. Ainda não se sabe quanto o novo brinquedo custará. Segundo o site The Verge, o atual modelo da espada, mais simples, é vendido no Galaxy’s Edge por US$ 200 (R$ 1.085). O sabre realista pode sair por isso – ou mais.

  • May The 4th

    O anúncio não aconteceu por acaso. Ele faz parte das comemorações do Star Wars Day, ou “May the 4th” (“4 de maio”), celebrado todos os anos pelos fãs da saga.

    Continua após a publicidade
    Flashmob durante o Star Wars Day 2019 em Roma.
    Ernesto Ruscio/Getty Images

    Não, a comemoração não se refere ao aniversário de George Lucas, tampouco ao lançamento do primeiro filme, Uma Nova Esperança (25 de maio de 1977). Na verdade, é um trocadilho com a pronúncia da data (“May the fourth”) com “May the Force [be with you]” – “Que a Força esteja com você”.

    A primeira celebração oficial do Star Wars Day aconteceu dez anos atrás, em 2011, no Canadá. Fãs se reuniram no Toronto Underground Cinema para seções especiais dos filmes da saga. Mas a coisa tomou grandes proporções em 2013, já que, em outubro de 2012, a Disney comprou a Lucasfilm (dona de Star Wars) por US$ 4 bilhões.

    Desde então, a empresa aproveita a data para anunciar novidades e produtos do universo de Luke, Leia e cia. Neste ano, por exemplo, novos conteúdos entraram no catálogo do Disney+: um curta animado (com a Maggie, de Os Simpsons), dois documentários (um sobre os veículos de Star Wars, outro sobre os biomas do seu universo) e a série animada Bad Batch.

    Contudo, a história deste trocadilho é mais antiga. Na verdade, ele começou em 1979, dois anos após o primeiro filme – e tem a ver com a primeira-ministra britânica Margaret Thatcher.

    No dia 4 de maio daquele ano, Thatcher se tornou a primeira mulher a ocupar o cargo de primeiro-ministro do Reino Unido. Ela era líder do Partido Conservador, que derrotou o Partido Trabalhista nas eleições gerais. Governou a terra da rainha até 1990 – foi a primeira-ministra do século 20 que passou mais tempo no cargo.

    Para celebrar a posse, o partido resolveu fazer um anúncio de jornal com a seguinte frase: “May The Fourth Be With You, Maggie. Congratulations” (“Que a Força esteja com você, Maggie. Parabéns”). O primeiro Star Wars havia estreado dois anos antes e foi uma febre; o segundo, O Império Contra-Ataca, sairia no ano seguinte, em 1980. O trocadilho pegou.

    A frase apareceu diversas vezes ao longo dos anos – em 1994, inclusive, ela foi citada em um discurso no Parlamento inglês. Mas foi só em 2008, quando um grupo do Facebook usou o trocadilho para celebrar o “Dia de Luke Skywalker”, que surgiu a ideia de associá-lo a um feriado.

    Em tempo: em 2007, a cidade de Los Angeles decretou que o dia 25 de maio seria comemorado o Dia de Star Wars. Era uma homenagem aos 30 anos do lançamento de Uma Nova Esperança. E veja a coincidência: 25 de maio é também o Dia da Toalha, celebrado pelos fãs da saga O Guia do Mochileiro das Galáxias e de seu autor, Douglas Adams. Não à toa, a data acabou virando o Dia do Orgulho Nerd.

    Continua após a publicidade
    Publicidade