GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Esperteza de um “analfabeto”

História da invenção do telescópio, por um analfabeto.

Num dia qualquer por volta de 1600, estava o fabricante de óculos Hans Lippershey entretido em sua oficina em Midelburgo, Holanda, quando ouviu uma exclamação de espanto. Voltou-se e viu duas crianças que costumavam brincar com suas lentes. Tendo juntado dois vidros, olharam através deles e viram, ampliado, um cata-vento na direção da igreja da cidade.

Considerado no lugar um “mecânico analfabeto”, o diligente fazedor de óculos logo enxergou o alcance do achado dos meninos e pôs-se a fabricar telescópios.

A popularidade do invento levaria o esperto Lippershey a peticionar o governo para que o “instrumento para ver à distancia” fosse mantido secreto e que durante 30 anos “ toda a gente possa ser proibida de imitar esses instrumentos ou então lhe seja concedida uma pensão anual, a fim de lhe permitir fazer esses instrumentos para utilidade exclusiva deste país, sem vender nenhuns a reis e príncipes estrangeiros”.