GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Quem mandou matar Kennedy?

O homem preso por atirar em JFK também foi morto. Para os teóricos da conspiração, há uma trama sinistra que as autoridades tentam acobertar.

No dia 2 de novembro de 1963, o presidente americano John Fitzgerald Kennedy é assassinado a tiros durante um passeio feito em uma limusine aberta na cidade de Dallas, no Texas. O governador do Texas, John Connally, também é atingido, mas sobrevive. No mesmo dia, a polícia prende o ex-soldado Lee Harvey Oswald e o acusa de ser o autor dos tiros que mataram JFK. Oswald é assassinado dois dias depois em frente às câmeras de TV.

A VERSÃO OFICIAL

Lee Harvey Oswald, um comunista desequilibrado, foi o autor dos três disparos que mataram o presidente.

A TEORIA DA CONSPIRAÇÃO

Ora, é claro que havia outros atiradores! Filmagens amadoras, gravações de áudio e depoimentos de testemunhas provam que foram disparados quatro tiros, e não apenas três. Como o rifle encontrado (Oswald sempre negou que fosse dele) só havia disparado três vezes, havia pelo menos mais um atirador no local. A Teoria da Bala Mágica confirma a tese: se a primeira errou o alvo (e atingiu um pedestre) e a segunda estourou a cabeça do presidente, como pode a terceira bala causar os sete ferimentos restantes? Se acreditar que Lee Harvey atirou sozinho, sua Bala Mágica entrou por trás do pescoço de Kennedy, saiu pela frente, virou à direita, depois à esquerda, entrou nas costas do governador Connally, saiu pelo peito, atravessou seu pulso direito e acabou em sua perna esquerda.

Mas a pergunta que não quer calar é: quem mandou matar Kennedy? Alguns autores culpam a CIA, porque Kennedy estava diminuindo o poder da agência. Outros acreditam que a CIA, o FBI e a Casa Branca planejaram o crime juntos para que Kennedy não pudesse desistir da Guerra do Vietnã. Fidel Castro, a Máfia e os soviéticos também são os mandantes em teorias diversas.

Há algumas ainda mais interessantes: a) sentindo a chegada de uma doença incurável, Kennedy planejou a própria morte para virar um mártir; b) um agente do serviço secreto acertou em Kennedy sem querer no meio da confusão; c) o motorista da limusine se virou e atirou na cabeça do presidente; d) Kennedy não morreu e tem aconselhado vários presidentes americanos. E, finalmente, há a teoria que envolve os alienígenas: ao assumir o cargo máximo da nação, Kennedy quis conhecer os detalhes do Incidente em Roswell, afirmando que o presidente tinha que saber de tudo. Os militares, então, optaram pelo fuzilamento do chefe.

O que não falta é imaginação.