Clique e assine a partir de 5,90/mês

Por que os anos chineses são representados por animais?

Esses foram os bichos convidados para a festa de Buda, segundo a lenda

Por Da Redação - Atualizado em 3 dez 2016, 13h20 - Publicado em 31 mar 2000, 22h00

Os chineses sempre associaram o seu dia a dia à natureza, principalmente aos bichos, devido ao forte caráter agrário da sua sociedade. “Era comum referir-se a um rio transbordando como um dragão, símbolo da fúria”, explica o professor de chinês Mario Bruno Sproviero, da Universidade de São Paulo.

Assim, na dinastia Qing, que iniciou em 1644 e durou até 1911, os anos começaram a ser representados por animais.

A tradição conta que o deus Buda teria convidado todos os bichos para uma festa, mas somente alguns compareceram. Os anos foram então batizados de acordo com a ordem de chegada deles: rato, boi, tigre, coelho, dragão, serpente, cavalo, carneiro, macaco, galo, cão e javali. O ciclo se repete a cada doze anos.

Similar aos signos ocidentais, o horóscopo chinês determina o temperamento do indivíduo com base nesse desfile zoológico.

O primeiro ano é o do rato. A sequência do calendário segue o sentido anti-horário
O primeiro ano é o do rato. A sequência do calendário segue o sentido anti-horário iStock | yurumy
Continua após a publicidade
Publicidade