GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

A origem da fauna contada pelas larvas

Os primeiros organismos multicelulares evoluíram como os embriões de animais marinhos atuais.

Um dos maiores desafios da Paleontologia é descobrir as raízes de toda a fauna. Saber como microscópicos organismos unicelulares evoluíram para sistemas complexos e estruturas tão diferentes quanto uma lagosta e uma girafa. Isso aconteceu na chamada explosão do Cambriano, há 530 milhões de anos. O problema é que as primeiras formas de vida multicelulares não deixaram fósseis. Kevin Peterson, da Universidade da Califórnia, Eric Davidson e Andrew Cameron, ambos do Instituto de Tecnologia da Califórnia (Caltech), acham que a solução está nos embriões de animais marinhos atuais. Segundo os pesquisadores, os organismos primitivos eram parecidos com larvas como a de ouriço-do-mar da foto acima, e se desenvolveram por um processo semelhante. Primeiro, multiplicando grupos de células sem nenhuma especialização, até se tornarem macroscópicos. Só depois a evolução lhes deu o controle genético que orientou o crescimento, definindo a função de cada grupo de células (leia mais sobre o assunto em O Zôo do Absurdo, ano 10, número 4).