Clique e assine a partir de 8,90/mês

4 exemplos de gênios desde criança e 4 que só se tornaram depois

Afinal, o que torna uma pessoa um gênio? A genética ou a criação? Quatro exemplos de cada para você tirar sua conclusão

Por Rafael Teixeira - Atualizado em 4 jul 2018, 20h28 - Publicado em 21 jun 2016, 18h04
super genios

ILUSTRAS Iuri Araújo e Guilherme Araújo

Afinal, o que torna uma pessoa um gênio? A genética ou a criação? Quatro exemplos de cada para você tirar sua conclusão

— Gênios desde criança —

1) PRODÍGIO MUSICAL

Gênio Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791)

País Áustria

Um prodígio desde pequeno, Mozart já tocava violino e piano com maestria com apenas 5 anos. Com a mesma idade, se apresentou para a corte austríaca. E seu dom continuou rendendo ao longo de toda a vida: muitas de suas composições mais célebres foram compostas nos seus últimos anos

+ Existem diferenças físicas no cérebro das pessoas geniais?

2) VÍRUS E PLANETAS

Gênio Kate Rubins (1982-)

País EUA

Continua após a publicidade

Começou a se interessar por infectologia aos 12 anos. Da adolescência à faculdade, realizou um trabalho extensivo com a propagação do vírus da varíola, pensando em como impedir o seu uso como arma biológica. Em 2009, também passou no programa de treinamento da Nasa e se tornou astronauta

3) MULTITALENTOS

Gênio Nithin Tumma (1995-)

País EUA

Continua após a publicidade

Aos 17 anos, foi o principal premiado da Feira de Ciência e Engenharia da Intel em 2012, quando propôs uma técnica auxiliar ao tratamento de câncer de mama, suprimindo certas proteínas para diminuir a malignidade dos tumores. Agora, estuda matemática e ciência da computação em Harvard.Nithin já criou sua primeira empresa, a Butucu, que pretende reproduzir digitalmente, em detalhes, a experiência de compra em uma loja real

4) CAÇA-CÂNCER

Gênio Jack Andraka (1997-)

País EUA

Continua após a publicidade

Com apenas 15 anos, ele criou um detector de câncer pancreático que é 90% mais preciso, 168 vezes mais rápido, 400 vezes mais sensível e 26 mil vezes mais barato que os métodos atuais. Por isso, recebeu o prêmio Gordon E. Moore, o mais importante da Feira de Ciência e Engenharia da Intel

+ Quais são os principais tipos de câncer? E os mais letais?

— Gênios após anos de estudo e trabalho —

5) DA GUERRA À CIÊNCIA

Gênio Craig Venter (1946-)

País EUA

Continua após a publicidade

Na escola, foi considerado um aluno abaixo da média. Quase se suicidou após lutar na Guerra do Vietnã, mas desistiu e, inspirado pelo período como médico do Exército, voltou-se à pesquisa biomédica. Tornou-se pioneiro no sequenciamento do genoma humano e criador da primeira célula com material genético artificial

+ Quais as funções de cada cromossomo humano?

6) LEVANTA-TE E ANDA

Gênio Miguel Nicolelis (1961-)

País Brasil

Em 2013, sse neurocientista conseguiu fazer dois macacos controlarem os movimentos dos braços de um corpo virtual usando só a atividade elétrica do cérebro. Depois, usou essa tecnologia para que um brasileiro tetraplégico consiga inaugurar, com um pontapé, a Copa do Mundo do Brasil em 2014.Nicolelis foi eleito pela revista Scientific American um dos 20 maiores cientistas do mundo nos anos 2000

+ Por que uma lesão na coluna deixa alguém tetraplégico?

7) VALEU UM NOBEL

Gênio Barbara McClintock (1902-1992)

País EUA

Continua após a publicidade

Foi só aos 40 anos que essa cientista descobriu o transposão. Também chamado elemento de transposição ou transpóson, ele é uma sequência de DNA capaz de se movimentar de uma região para outra em um genoma de uma célula. Pela descoberta, levou o Nobel de medicina em 1983

8) PENSANDO PEQUENO

Gênio Michael Strano (1980-)

País EUA

Continua após a publicidade

Foi uma dica de um professor de pós-graduação, na Rice University, que fez com que Strano descobrisse a nanotecnologia, quando tinha 22 anos. Estudou até virar uma das sumidades na área. Hoje, pesquisa o uso dessas minúsculas partículas para produção de energia e identificação de cânceres ou substâncias tóxicas

CONSULTORIA Darrin M. McMahon, professor, historiador e autor

FONTES Livros Divine Fury: A History of Genius, de Darrin M. McMahon e Old Masters and Young Geniuses: The Two Life Cycles of Artistic Creativity, de Galenson, e sites TelegraphMental FlossCérebro & MenteFocus: Science and TechnologyHow Stuff WorksNeatoramaPhilosophical Transactions of The Royal SocietyEnciclopedia BritannicaWisconsin Medical SocietyAlonzo ClemonsPopular ScienceAcademy of Achivement Brain Pickings

Continua após a publicidade
Publicidade