Clique e Assine SUPER por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Como se tornar um médico legista?

Seriados de TV sobre a investigação científica de crimes são um sucesso. No Brasil, esse trabalho é feito por dois profissionais: o médico legista e o perito criminal. Este mês, vamos falar sobre os legistas e, em fevereiro, sobre os peritos. “As dificuldades são imensas. Precisaria de uma estrutura que a gente não tem. Não […]

Por Helena Arnoni
Atualizado em 22 fev 2024, 11h07 - Publicado em 18 abr 2011, 18h51

Seriados de TV sobre a investigação científica de crimes são um sucesso. No Brasil, esse trabalho é feito por dois profissionais: o médico legista e o perito criminal. Este mês, vamos falar sobre os legistas e, em fevereiro, sobre os peritos. “As dificuldades são imensas. Precisaria de uma estrutura que a gente não tem. Não é aquela coisa que se vê no cinema”, diz o médico legista José Salomão Neto, do Instituto Médico Legal (IML) Central de São Paulo. Sonhar com essa profissão, porém, não é crime. me

FORMAÇÃO

Graduação e pós-graduação:

O médico legista precisa se graduar em medicina, curso que dura seis anos. Existem alguns locais, como o Instituto Oscar Freire, da USP, em São Paulo, que têm pós-graduação nessa área específica

O que se aprende:

Medicina legal é uma disciplina no curso de medicina. Os alunos podem até ter aulas em IMLs

Outros cursos:

Após se formar em medicina, é preciso prestar concurso público para trabalhar no IML, onde há cursos que ensinam, por exemplo, noções de balística, legislação criminal e a examinar cadáveres

TRABALHO

Área de atuação:

Dá para trabalhar nos IMLs, como professor universitário ou ainda prestando assessoria para escritórios de advocacia

Dia-a-dia:

Dentro dos IMLs existem vários departamentos. Na antropologia forense, por exemplo, você exuma cadáveres; na clínica médica, faz exames de lesões corporais e dá pareceres em casos de erros médicos; além disso, os legistas ainda emitem laudos explicando as causas de várias mortes

Continua após a publicidade

Situação do mercado:

A profissão tem sido muito procurada nos últimos anos e os concursos públicos são bem disputados

O que vale mais a pena:

Saber que seu trabalho pode dar pistas importantes para esclarecer crimes; a estabilidade no emprego ao passar num concurso público do IML

Continua após a publicidade

Por que pensar duas vezes:

A responsabilidade é grande. Um laudo errado pode acusar um inocente. A falta de uma boa estrutura de trabalho nos IMLs faz com que só os crimes de repercussão recebam a atenção necessária

REMUNERAÇÃO

Salário inicial:

Entre 2 250 e 2 500 reais

Salário possível após dez anos:

Entre 5 mil e 6 mil reais para quem alcança o topo da carreira

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.