Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Em que países ainda se paga o dote de casamento?

Por Luiza Wolf Atualizado em 4 jul 2018, 20h25 - Publicado em 18 abr 2013, 16h46

Em algumas nações da Ásia e da África. Na maioria das culturas, quem “compra” o parceiro é a família da noiva, mas também há casos em que o noivo é quem bota a mão no bolso. Na Tailândia, por exemplo, a família do homem precisa gastar, no mínimo, 24 quilates de ouro. Já na China, os aspirantes a marido trocam joias, ouro e até porcos pela amada. E, nas tribos indígenas pomo, na Califórnia, EUA, elas precisam fazer cestas para o futuro cônjuge.

MUNDOESTRANHO-131-45

FEIRÃO DAS NOIVAS

“Preços” estranhos em matrimônios ao redor do mundo.

Se beber, case sim!

Em alguns povos ciganos na Ásia Ocidental, Europa e América Latina, o noivo deve pagar um valor em dinheiro… e uma garrafa de vinho ou conhaque! Outras tribos costumam colocar a grana dentro de um pão, que, segundo eles, simboliza o presente de Deus.

Paixão bandida

No sul do Sudão, as mulheres mais desejadas podem valer 100 cabeças de gado! Em um país pobre como esse, isso é um grande problema. Alguns noivos que não têm grana para comprar vacas tentam roubá-las. E já houve políticos acusados de desviar dinheiro público para esse mesmo fim!

Continua após a publicidade

Dívida de sangue

Em Uganda, o homem define a quantidade de vacas, cabras e galinhas que a parceira vale. Mas, segundo parte da população que protesta contra a prática, o dote torna a mulher refém do marido em casos de violência doméstica, pois ela só consegue se divorciar se reembolsar o valor.

Indiana Jones solteirão

Na Índia, o costume é proibido desde 1961, mas continua em voga. Com consequências trágicas: segundo a BBC, 80% das dívidas contraídas em bancos é para bancar o dote. No estado de Chhattisgarh, a família da noiva não paga em grana, mas com nove espécies diferentes de cobra!

– Há 25 mil encantadores de serpente na região, especializados nessa missão!

FONTES Livros Listomania, vários autores, e Contemporary Consumption Rituals: A Research Anthology, de Cele C. Otnes e Tina M. Lowrey; sites BBC, National Geographic, Thai Embassy, eHow, Indian Territorry, Sudan Tribune, Info Please, gypsyweddings.org e gracebiblecs.org

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Transforme sua curiosidade em conhecimento. Assine a Super e continue lendo

Impressa + Digital

Plano completo da Super. Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da SUPER, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Receba mensalmente a SUPER impressa mais acesso imediato às edições digitais no App SUPER, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

App SUPER para celular e tablet, atualizado mensalmente.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)