Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Onde surgiu e o que representa a mitológica ave fênix?

Dumbledore quem perguntou...

Por Redação Mundo Estranho Atualizado em 4 jul 2018, 20h21 - Publicado em 18 abr 2011, 18h54

Fênix

Ela surgiu no Egito antigo, milhares de anos antes de Cristo, representando a imortalidade e os ciclos da natureza. Segundo o mito, quando sentia que ia morrer, a fênix montava um ninho com incenso e outras ervas aromáticas para ser incinerada pelos raios do Sol. De suas cinzas, nasceria uma nova ave. Assim que se sentia forte, a nova fênix embalava as cinzas de onde surgiu em um ovo de mirra e o transportava para o templo do deus Rá, na cidade de Heliópolis. “Para os egípcios, a fênix também representava a alma de Rá, o deus Sol”, afirma o historiador Norberto Luiz Guarinello, da USP. Segundo a mitologia, essa ave poderia viver mais de mil anos e durante todo esse período só existiria uma única fênix, por isso ela também simbolizava grandes ciclos da natureza – como os astronômicos. Sua aparência seria semelhante à de uma cegonha de plumas douradas e vermelhas. O mito também foi incorporado por outras culturas, como a greco-romana.

Os romanos viam na ave uma metáfora para o caráter imortal e intocável do Império Romano e chegaram a estampá-la em algumas de suas moedas. Com o surgimento do cristianismo, a fênix passou a representar a idéia de ressurreição e de vida após a morte.

Leia também:

– Qual é o pássaro mais veloz do mundo?

– Como a saga Harry Potter representa as dores do amadurecimento

Continua após a publicidade
Publicidade