Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Por que os pneus dos aviões são enchidos com nitrogênio?

Porque senão eles explodiriam durante a aterrissagem. Nesse momento, quando os freios do avião são acionados, os pneus esquentam muito, atingindo até 80 ºC, enquanto os próprios freios chegam a 500 ºC! “Tamanho calor faz o interior do pneu liberar compostos de enxofre em forma de gás. Em contato com o oxigênio, eles poderiam explodir”, […]

Por Redação Mundo Estranho Atualizado em 4 jul 2018, 20h24 - Publicado em 18 abr 2011, 18h56

Porque senão eles explodiriam durante a aterrissagem. Nesse momento, quando os freios do avião são acionados, os pneus esquentam muito, atingindo até 80 ºC, enquanto os próprios freios chegam a 500 ºC! “Tamanho calor faz o interior do pneu liberar compostos de enxofre em forma de gás. Em contato com o oxigênio, eles poderiam explodir”, diz o engenheiro Alexandre Fleischhauer, que já trabalhou no setor de manutenção da Varig. Como se sabe, o oxigênio, que compõe 20% do ar que respiramos, é um gás fundamental para qualquer combustão – basta cobrir uma vela com um copo para ver como ela apaga rapidamente sem oxigênio. O nitrogênio, por sua vez, é um gás que não entra em combustão facilmente e – o que é mais importante – leva vantagem sobre outros gases com a mesma característica por ser abundante e barato: 78% da atmosfera do planeta é composta por ele. Em 1987, um acordo internacional tornou obrigatório no mundo todo o uso de nitrogênio nos pneus aeronáuticos traseiros, onde se localiza o sistema de freio.

Publicidade