Clique e assine a partir de 8,90/mês

A mulher que tem centenas de orgasmos ao dia

Isso pode até parecer engraçado (ou prazeroso). Mas a Síndrome da Excitação Genital Persistente arrasa suas vítimas - que costumam desenvolver depressão

Por Tiago Cordeiro e Bruno Garattoni - Atualizado em 30 jan 2019, 15h22 - Publicado em 13 jun 2016, 17h12

AS 24 DOENÇAS MAIS RARAS (E ESTRANHAS) DO MUNDO
NÚMERO 12 | TODAS AS OUTRAS

Doença: Síndrome da excitação genital persistente
Portadores: 500 (0,000007%)

Na fila, no ônibus, numa reunião, atrapalhando refeições e noites de sono. Imagine se você tivesse orgasmos, sem estar excitado e sem querer, em todas as situações da vida.

É o que acontece com a inglesa Cara Anaya, de 32 anos. “Fico exausta, mas sei que virá outro nos próximos minutos, ou segundos”, declarou à TV inglesa.

Ela tem centenas de orgasmos por dia. Eles não são desagradáveis, mas sua frequência sim – as vítimas da síndrome, quase sempre mulheres, costumam desenvolver depressão por causa dela.

A doença só foi diagnosticada na última década. Mas há esperança. Um estudo, com um único caso, mostrou que a vareniclina (remédio para parar de fumar) interrompe a onda de orgasmos.

PRÓXIMA DOENÇA: Epidermodisplasia verruciforme gravíssima

Continua após a publicidade
Publicidade