Clique e assine a partir de 8,90/mês

Chico Picadinho, o esquartejador de mulheres

Ele assassinou duas mulheres. Esquartejou ambas para tentar se livrar dos corpos

Por Da Redação - Atualizado em 13 jul 2018, 14h50 - Publicado em 13 ago 2015, 18h16

As histórias mais macabras dos serial killers
Número 03 | Todas as outras

Francisco Costa Rocha era um corretor de imóveis boêmio.

Em 2 de agosto de 1966, conheceu a bailarina austríaca Margareth Suida e a levou para seu apartamento. Lá a estrangulou, retalhou o cadáver e jogou os pedaços no vaso sanitário, mas confessou o crime a um amigo, que o denunciou. Nascia ali o Chico Picadinho.

Preso em 1966, foi condenado a 20 anos de prisão. Lia Nietzsche e Dostoiévski na cadeia e acabou solto por bom comportamento em 1976.

Logo voltou a matar. Dessa vez, tentou esconder o corpo da mulher retalhada numa mala. Com 75 anos, está preso até hoje em São Paulo.

Continua após a publicidade

Próximo serial killer: O Maníaco de Goiânia

Publicidade