GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Os 5 termos mais pesquisados (e inusitados) de 2019

Entenda por que uma série infantil da Índia, um furacão, um maquiador, um fetiche sexual e até críquete estão entre os termos mais buscados no Google.

Restrospectiva é uma regra de fim de ano. Depois de todo mundo compartilhar suas músicas mais ouvidas nas plataformas de streamings e conferir os vídeos mais assistidos de 2019 no YouTube, chegou a vez das pesquisas no Google.

A empresa liberou análises completas, divididas por categorias, para cada país e região do mundo. Além de, claro, divulgar os termos mais buscados, levando em conta a rede mundial de computadores de forma geral.

Basicamente, os termos mais pesquisados são um resumo do ano: “Copa América” (evento esportivo que o Brasil sediou e foi campeão), “Como fazer figurinhas do WhatsApp” (a maior febre do ano) e “Gugu Liberato” (apresentador que faleceu em novembro) estão entre as maiores buscas no Brasil.

Em todo mundo, destaques como “Notre Dame” (catedral histórica que pegou fogo em abril), Cameron Boyce (ator da Disney que faleceu aos 20 anos) e “Avengers: Endgame” (o último filme dos Vingadores) encabeçam a lista em diferentes categorias.

Como de costume, o Google fez um vídeo que resume tudo isso. Apesar de ser bem voltado para o mercado norte-americano (com memes e referências mais familiares para eles), grandes feitos e fenômenos mundiais como a primeira foto de um buraco negro, os protestos pelo meio ambiente, a música do ano “Old Town Road” e o fenômeno coreano BTS aparecem no vídeo.

Mais curioso do que ver tudo que você pesquisou durante o ano na lista, no entanto, é ver coisas que você nunca ouviu falar por ali. Por isso, aqui na SUPER, resolvemos escolher cinco dos termos mais inusitadamente buscados para explicá-los. Acredite, tem de tudo. Confira:

“बालवीर” – Baal Veer, Bollywood em destaque

 (Reprodução/Wikimedia Commons)

Game of Thrones, que teve seu último episódio lançado esse ano, foi a série de TV mais pesquisado do ano; enquanto Stranger Things, que lançou sua terceira temporada, conquistou o segundo lugar. Nada surpreendente, vide a popularidade das duas produções. Mais interessante que isso, porém, é que duas séries indianas estão no top 10 dessa lista: Baal Veer (बालवीर) e Motu Patlu (मोटू पतलू), dois programas infantis.

Baal Veer, que ocupou a sétima posição no ranking, estrelado pelo ator indiano Dev Joshi, foi um grande sucesso entre 2012 a 2016, quando acabou. Fenômeno absoluto entre as crianças, Baal Veer Returns, um spin-off do original, estreou em 2019. Todo esse universo gira em torno do garoto Baal Veer, que é abençoado com os super poderes de sete fadas. Depois de vencer o vilão Bhayankar Pari na série original, o menino volta crescido para derrotar as bruxas más Timnasa e Bhaymaar na temporada desde ano.

Mas, para derrotar de vez as forças do mal, ele precisa encontrar seu sucessor. O herói escolhe para isso Vivaan, de 9 anos, e agora o programa gira em torno das aventuras dela.

“Furacão Dorian” – e suas vacas voadoras e nadadoras

 (Reprodução/Wikimedia Commons)

“Hurricane Dorian” foi o quarto termo mais pesquisado mundialmente na categoria “notícias”, e não é para menos: o furacão que chegou às Bahamas no início de setembro durou pouco mais de um dia (27 horas, exatamente), mas foi o bastante para castigar as ilhas Ábaco com ventos de 290 km/h e rajadas de até 350 km/h. Nesse período, causou prejuízos calculados em US$ 7 bilhões e matou pelo menos 58 pessoas.

Sua intensidade foi tão grande que o meteorologista Jeff Masters escreveu um artigo na Scientific American afirmando que o desastre ultrapassou a categoria 5, índice mais alto na escala Saffir-Simpson, que mede furacões. Segundo ele, deveria se criar uma categoria 6 para o Dorian, já que a 5 é atribuída a fenômenos com ventos de até 252 km/h, bem abaixo do que aconteceu nas Bahamas.

Apesar dessa discussão metodológica, o mais curioso sobre esse furacão veio a tona bem depois do acontecido: vacas dadas como mortas foram descobertas vivas (!) em uma ilha próximo as Bahamas, na área rural da ilha de Cedar.

Segundo os especialistas, a única explicação possível é de que a tempestade causada pelo fenômeno atmosférico arremessou as vacas pelos ares até o mar, e os animais conseguiram nadar por 13 quilômetros, chegando ao parque Cape Lookout Seashore, na região dos Outer Banks da Carolina do Norte, uma cadeia de ilhas separadas do continente. Haja luta pela sobrevivência.

“O que é Golden Shower?”

 (Reprodução/Twitter)

Essa é conhecida dos brasileiros, mas merece destaque pelo quesito inusitado e por ter repercutido tanto aqui quanto lá fora.

O presidente Jair Bolsonaro, há menos de um ano no cargo, já acumula uma série de pronunciamentos polêmicos. Esse, que virou meme absoluto, foi o quarto termo mais buscado pelos brasileiros em 2019 na categoria “O que é?”.

A frase surgiu após o presidente expor em sua conta no Twitter um golden shower (nome popular em inglês para o ato de urinar sobre um parceiro) que aconteceu durante um bloco de rua no Carnaval. O vídeo mostra, de maneira explícita, dois homens dançando quando um deles se abaixa para que o outro, bem, urinasse nele.

Na legenda, Bolsonaro escreveu: “Não me sinto confortável em mostrar, mas temos que expor a verdade para a população ter conhecimento e sempre tomar suas prioridades. É isto que tem virado muitos blocos de rua no carnaval brasileiro. Comentem e tirem suas conclusões”.

Após um tempo, o vídeo foi apagado da conta do presidente, mas o meme acabou marcando o ano.

“James Charles” – como perder 1, 2 milhão de inscritos em 1 dia (e depois dar a volta por cima)

 (Reprodução/Instagram)

Talvez você esteja por fora desse causo que marcou a internet gringa, e que fez o youtuber James Charles ser a terceira personalidade mais buscada do Google em 2019.

A confusão, protagonizada pelo rapaz de 20 anos (considerado um dos maiores vlogers de maquiagem do mundo) e pela youtuber veterana de beleza Tati Westbrook, que eram muito amigos, fez ele perder 1,2 milhão de inscritos em um dia (2,7 milhões em uma semana) e ela ganhar 4 milhões em 6 dias.

Esses números absurdos surgiram após eles brigarem publicamente. Tati publicou um vídeo intitulado “BYE SISTER…” (“Adeus, irmã”), que teve 40 milhões de visualizações em 24 horas, afirmando que o ex-amigo foi uma das maiores decepção da vida dela.

Tudo isso após Charles aceitar fazer uma publicidade no Instagram, durante o festival de música Coachella, para a marca de suplementos vitamínicos SugarBearHair, a maior concorrente da marca de suplementos de Tati, a Halo Beauty. Isso depois do youtuber ter negado promover a empresa da amiga por considerar uma “má influência” para o seu público – que é mais jovem: Charles tem 20 anos, e Tati, 37.

No fim, James Charles acabou dando a volta por cima – seu vídeo acima, “No More Lies“, foi o vídeo não-musical mais assistido do YouTube americano em 2019 e o maquiador acabou de assinar um contrato com o YouTube para apresentar um reality show de beleza original. Tati se desculpou e apagou o vídeo sobre a polêmica do seu canal, e parece que a treta finalmente acabou. Mas os números que os dois moveram marcaram à internet este ano.

“India vs South africa” – o esporte mais pesquisado do mundo, mas que o Brasil não liga

 (Andy Kearns / Colaborador/Getty Images)

Finalmente, chegamos ao termo mais buscado do ano. Seu assunto não só encabeçou as pesquisas, como também apareceu outras 2 vezes top 10 de buscas global, apesar de ser algo bem distante do brasileiro: o críquete. Esporte inventado na Inglaterra e muito popular nas ex-colônias inglesas como Índia, África do Sul e Nova Zelândia, ele não é muito conhecido fora dessa bolha – ainda mais depois que, por conta de já ter tido diversas regras e sistemas diferentes ao longo de sua história, ele acabou sendo retirado das Olimpíadas.

Apesar de diferenças específicas, os fundamentos do jogo são semelhantes aos do baseball (que é, na verdade, uma derivação norte-americana do críquete): o arremessador tem de acertar o alvo com uma bola de cortiça e couro, e o rebatedor precisa rebatê-la e realizar uma corrida até o outro alvo para acumular pontos. Lembra muito o taco, que você joga com os seus primos na praia.

Em 2019, a Inglaterra e o País de Gales sediaram a Copa do Mundo de Críquete (2019 ICC Cricket World Cup), na qual o time inglês conseguiu sua primeira vitória na história. Esse foi o evento desportivo mais pesquisado em 2019, superando a Copa América e a Copa do Mundo de Futebol Feminino.

Mas a maior busca do ano, “India vs South Africa”, não faz referência direta a essa competição (os dois países não chegaram a se enfrentar no mundial), mas sim as disputas entre indianos e africanos realizadas na Índia por outros dois campeonatos de críquete diferentes – três partidas pelo Twenty20 International (T20I) e três pelo ICC World Test Championship.

O primeiro envolve uma variação diferente do esporte – conhecida como ‘Críquete Twenty20’ – e o segundo é um outro campeonato do críquete paralelo que dura três anos (de 2019 a 2021). E você achando que entender por que o Japão disputou a Copa América que era difícil.