GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Como funciona uma máquina de café?

O que acontece cada vez que o botão do santo cafezinho ou daquele chocolate bem doce é apertado? Sempre fizemos essa pergunta. Aqui está a resposta

1. Pagamento

Um sensor identifica o dinheiro colocado na máquina pelo peso, diâmetro e espessura das moedas. Depois, as moedas são separadas por valor, em tubos. Nas máquinas que aceitam notas, há sensores ópticos.

2. Bebidas

Dentro da máquina tem leite, chocolate e chá em pó, além, claro, do café. Tudo pode ou não vir adoçado de fábrica. Algumas máquinas usam café em grãos. Eles são triturados só quando a bebida é pedida.

3. Mistura

Quando o cliente aperta o botão de uma bebida, o pó é liberado do contêiner e dissolvido em água quente. Depois, a mistura vai para um batedor para ficar cremosa. O chá tem misturador próprio. Já o café puro vai direto do prensador para o copo. A bebida mais demorada, o cappuccino, sai em 10 segundos.

4. Temperatura

As bebidas saem, no geral, a 80 ºC. Mas o cliente (as empresas que usam as máquinas) pode pedir mudanças na temperatura. Assim como ajustes na quantidade de café, leite, chocolate, chá e açúcar liberada em cada dose e tipo de bebida.

5. Copos

Eles são antiestáticos. Ou seja: reduzem o efeito da eletricidade estática para que só caia 1 de cada vez. Para evitar desperdício, a quantidade de bebida liberada é sempre menor que a capacidade de cada copo.

6. Manutenção

Se ficarem parados por 4 dias, os ingredientes em pó podem empedrar. Se isso acontece, é preciso trocá-los. Para garantir a rotatividade, as máquinas ficam em locais de muito movimento (desde que tenham acesso à rede elétrica e de água). Os restos de líquido, pás e pó são armazenados no balde. A máquina é limpa e reabastecida diariamente.

Fontes: Brasvending, Café Bom, LuKspress Café e Marcoffe.