Clique e Assine por apenas 8,90/mês

Consultas a longa distância

Por Da Redação - Atualizado em 31 out 2016, 18h45 - Publicado em 20 jul 2009, 22h00

Na dúvida, o médico pede a opinião de um colega. Este aparece e faz perguntas ao paciente. Mas a aparição é numa tela de TV. Isso faz parte da rotina na Clínica Mayo, nos Estados Unidos. Suas três unidades, em cantos diferentes do país – Minessota, Arizona e Flórida – comunicam-se por satélite. “Somos o primeiro hospital do mundo a ter um satélite exclusivo”, comemora o cardiologista Joseph Malouf, um dos diretores da instituição. No futuro, os brasileiros irão usufruir do mesmo satélite, graças a um acordo com o Hospital das Clínicas, em São Paulo. “Por enquanto, estamos apenas implantando um programa para médicos brasileiros passarem dez semanas no nosso hospital”, diz Malouf. “Mas pretendemos organizar tele-conferências, diretamente para o Brasil.”

Publicidade