GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Metade do planeta está nas redes sociais – que já somam 3,5 bilhões de usuários

O Facebook ainda é a rede mais popular de todas – mas o crescimento do Snapchat surpreende.

É difícil conhecer alguém não esteja em rede social alguma. Agora, o relatório Global Digital Statshot 2019, feito pelas empresas americanas de dados Hootsuite e We Are Social, confirma que é difícil mesmo: 3,5 bilhões de pessoas possuem cadastros em alguma rede social. Dá quase metade das 7,7 bilhões de pessoas do planeta.

O relatório analisa o uso da internet entre abril e junho de 2019. Ele destaca que a grande maioria dos usuários de redes sociais (3,4 bilhões) acessa esses sites usando celulares. Pessoas entre 16 e 34 anos representam a maior parte dos usuários.

Curiosidade: 5 bilhões de pessoas, de acordo com a pesquisa, usam celular. Isso é simplesmente toda a população adulta do planeta (15 a 65 anos). Se você conhece algum adulto que não usa celular, então, é porque tem alguma criança ou alguém um pouco mais idoso usando no lugar dele. Seja como for, 5 bilhões equivale a “todo mundo”. E 3,5 bilhões, claro, é algo que não fica muito distante disso.

O mais interessante desse novo relatório, no entanto, é a análise de desempenho das redes sociais mais populares no mundo. O Snapchat, por exemplo, que não faz parte do grande conglomerado de redes controladas por Mark Zuckerberg, tem se mostrado cada vez mais popular graças ao sucesso de novas atualizações e filtros como o que transforma o rosto do usuário em um rosto de bebê, que viralizou mundialmente no mês passado.

Por conta disso, os números de audiência do Snapchat aumentaram 19% nos últimos 3 meses, alcançando um total de 369 milhões de usuários ao final de junho de 2019. Isso significa um aumento de quase 60 milhões de usuários desde abril, com taxas de crescimento consistentes em todos os grupos etários.

Já o Twitter, que conta com 254 milhões de usuários, mostrou uma queda de 3% na sua audiência. Nele, a faixa etária dominante são adultos entre 18 e 34 anos.

Sem surpresa, a maior parte dos usuários de redes sociais está nos sites controlados por Zuckerberg: Instagram e Facebook. O primeiro, que recentemente está no centro das notícias por conta da sua nova estratégia de esconder os likes das postagens, já soma 849 milhões pessoas. Na plataforma de fotos mais popular do mundo, a maioria dos usuários tem entre 25 e 34 anos.

Mas é o Facebook que segue como carro chefe das redes, somando quase 2 bilhões de usuários –  1,944 bilhões, para ser exato. Apesar de seu crescimento nos últimos três meses ser de “apenas” 4%, ainda é no Facebook que está o maior engajamento de usuários das redes sociais. Inclusive entre os adolescentes: de acordo com o relatório, ao contrário do que se achava, o Facebook é a rede mais usada por pessoas de 13 a 17 anos.

Além das redes sociais, o relatório também traz outros dados relevantes sobre o uso da internet: atualmente 4, 33 bilhões de pessoas tem acesso a ela e há um constante crescimento no uso dos comandos vocais e consequentemente da ação de assistentes como Siri, Alexa, e Google Assistente. De acordo com o documento, mais de 100 milhões de pessoas começaram a usar pesquisa e outras ações por voz desde abril deste ano, e um total de 1,88 bilhão controla seus aparelhos dessa forma.

Quer saber outras informações apontadas pelo levantamento? Você pode acessar a versão completa dele aqui.