GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Ultra-som revela sexo e deformação do bebê

A análise minuciosa pode indicar problemas anatômicos e genéticos na formação do feto.

Que exames são feitos quando a criança ainda está na barriga da mãe?

O principal é o ultra-som, que deve ser realizado duas vezes durante a gestação. “Ele detecta defeitos na formação anatômica da criança, além de revelar o sexo”, explica o obstetra Thomaz Gollop, do Instituto de Medicina Fetal, em São Paulo. Por meio do ultra-som pode-se checar ainda uma dobra que se forma na nuca do feto. Seu tamanho indica se há tendência, ou não, à síndrome de Down.

Os demais exames, que oferecem um risco de aborto de 1%, são recomendados quando a mãe já passou dos 35 anos ou tem na história da família casos de deficiência mental genética. Um deles, a amniocentese, consiste na retirada do líquido amniótico, que enche a bolsa onde fica o bebê. Sua análise revela se a criança nascerá com síndrome de Down ou com retardamento mental. Outros problemas genéticos são detectados pela extração de células da região onde se forma a placenta. E, quando a mãe tem uma doença infecciosa durante a gravidez, o médico pode descobrir se o feto foi atingido por meio de um exame do sangue retirado do cordão umbilical.