GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

E se um astronauta matar um colega no espaço?

Você é Oráculo de todo o Universo? Sendo o caso, me responda: E se um astronauta matar um colega no espaço?
Fernando Lima, Santo André, SP

Sou Oráculo não apenas deste, mas também de todos os outros universos, Fernando.

Pelas leis dos terráqueos, se o assassino fosse americano, a vítima japonesa, a nave francesa e aterrissasse no Brasil, com o assassinato ocorrendo sobre o espaço aéreo alemão, todos esses países envolvidos teriam competência para julgar o crime. Mas, como regra, o país em que a nave aterrissou julgaria.

No entanto, caso o Brasil tivesse um acordo de extradição com os países do algoz e da vítima envolvidos no crime, o assassino poderia ser enviado a um dos dois lugares para julgamento. O país mais interessado seria o da vítima (Japão). Só que o país do criminoso (EUA) pode não concordar com a sentença. Aí, após cumprir a pena no Japão, o assassino voltaria aos EUA para cumprir mais uma pena, caso a punição pela Justiça americana fosse mais severa.

+

Curiosidade mórbida: já houve 18 mortes de astronautas em missões espaciais. Todas foram acidentais, ou seja, zero assassinato sideral até hoje.

 

Fonte: Cláudio Finkelstein, jurista da PUC-SP.

Post anterior: Como se faziam mapas de países e de continentes sem tecnologia?

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Carlos Andre Rocha da Costa

    Normal, crime sem gravidade!

    Curtir