Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Oráculo Por aquele cara de Delfos Ser supremo detentor de toda a sabedoria. Envie sua pergunta pelo inbox do Instagram ou para o e-mail bruno.vaiano@abril.com.br.

Por que carne de boi tem sangue e de frango não?

Cientistas de churrascaria ficarão surpresos em saber que carne nenhuma tem sangue: esse líquido vermelho que escorre no prato é outra coisa.

Por Bruno Vaiano 16 mar 2021, 13h05

Nenhuma carne vem com sangue. Os abatedouros drenam praticamente tudo. 

A questão é que todo músculo é 70% água. Essa água preenche o interior das células e os vãos entre elas, e é o pano de fundo químico no qual as proteínas e demais moléculas complexas se diluem. Quando você corta um bife, está cortando um naco de músculo. E aí, é claro, a água sai – a não ser que você tenha esturricado o dito-cujo na frigideira. 

Nos músculos, uma proteína comum é a mioglobina, que armazena oxigênio e tem cor avermelhada. Não confunda com a hemoglobina – aquela outra proteína que carrega o o gás vital nos glóbulos vermelhos, as mais numerosas células sanguíneas. 

  • Quanto mais um músculo trabalha, mais escuro ele é, porque usa mais oxigênio e exige mais mioglobina (é por isso que a coxa de frango é mais escura que o peito). A mioglobina é a responsável por tingir de vermelho o conteúdo de água da carne bovina.

    Perceba que as bandejas de peito de frango também têm um líquido branco ou rosado no fundo – que seria perceptível no prato caso alguém no Brasil tivesse o hábito de comer carne de frango mal passada (sim, há lugares em que o frango cru é parte de receitas). 

    Pergunta de @nkzmeu, via Instagram.

    Continua após a publicidade
    Publicidade