GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

A chave de todos os seres

Cientistas em todo o mundo procuram desvendar os segredos escondidos no DNA. Agora, você vai entender como funciona essa misteriosa fita genética.

Por que você tem olhos azuis ou olhos castanhos? Por que é alto, baixo, tem tendência a engordar? Tudo o que faz seu organismo ser como é está guardado num lugarzinho microscópico, no coração das células: os genes. Você tem 100 000 genes diferentes, que se repetem em cada uma das 3 trilhões de células do seu corpo.

Os genes são a sua marca mais pessoal, resultado de uma mistura única e irrepetível entre o material genético do seu pai e da sua mãe. E do que é que eles são feitos? São feitos de DNA, o famoso ácido desoxirribonucléico. O DNA, por sua vez, é composto de quatro substâncias, mais nada: adenina, timina, citosina e guanina, representadas pelas quatro letras do alfabeto da Genética, A, T, C e G.

O DNA é uma fita finíssima e retorcida, semelhante a uma escada em espiral, ou duas trepadeiras enroscadas. Se fosse possível esticá-la, a fitinha de uma única célula do seu corpo mediria 1 metro de comprimento. Mas, além de enrolada, ela está dividida pelos 23 pares de cromossomos que toda célula humana possui. Os cromossomos são pacotes de DNA. E os genes são os pedaços de DNA que contêm as instruções para a formação de cada uma das proteínas do seu organismo.

Quem manda em você é o DNA. Quando o seu sangue precisa de proteínas frescas, é o DNA quem ordena às células do fígado para produzi-las.

Cor dos olhos, anatomia do coração, altura, peso, funcionamento dos seus órgãos –quase tudo o que você é já estava escrito.

Não nas estrelas. No DNA.

Como o DNA comanda o seu organismo

As substâncias químicas representadas pelas letras A, T, C e G estão dispostas no DNA em forma de uma hélice dupla, ou escada em espiral. Essas substâncias, que os biólogos denominam bases de nucleotídeos, formam um número quase infinito de combinações dentro do seu DNA. Cada vez que a célula necessita de uma determinada proteína, uma parte do DNA é copiado e vai para o citoplasma, ou seja, a parte da célula exterior ao núcleo.

No citoplasma, os genes vão orientar a construção dos aminoácidos, tijolos que, por sua vez, formam as proteínas essenciais à constituição e funcionamento do nosso corpo. Os aminoácidos se ligam um ao outro até que a proteína esteja completa. Na complexa máquina que é o seu organismo, o DNA atua como um manual de instruções.