GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Abelhas e zangões frequentam flores diferentes

Uma pesquisa recente analisou a dieta de mais de 18 mil abelhas – e descobrir o "cardápio" delas pode ajudar na conservação dos bichinhos.

Quem fala que homens e mulheres possuem gostos completamente distintos nem imagina como funciona para as abelhas.

Um novo estudo juntou mais de 18 mil abelhas de 152 espécies e as colocaram em seis campos semi-naturais com diversos tipos de flores. Durante o teste, os pesquisadores observaram que algumas plantas eram muito populares entre as fêmeas, enquanto outras eram preferidas pelos machos.

A preferência distinta acontece tanto entre espécies quanto dentro delas: as meninas trabalham muito mais que os meninos, e por isso precisam de mais comida. Além disso, elas são as únicas que, além de se alimentar do néctar, coletam o pólen para alimentar os mais jovens. Em resumo: dietas diferentes, gostos diferentes.

A pesquisa foi publicada na revista PLOS ONE. De acordo com os cientistas, entender quais flores são mais atraentes para cada gênero pode ajudar na dura tentativa de recuperar a população desses insetos.

“Vimos alguns padrões intrigantes, nos quais certas famílias de plantas parecem relativamente preferidas ou evitadas pelos machos, ou que eles têm menos apetite para visitar flores que produzem apenas pólen e não néctar”, disse Michael Roswell, do departamento de ecologia da Universidade Rutgers, nos EUA, e um dos autores do estudo.

Criar um “cardápio” ideal de flores para determinadas áreas, por exemplo, facilitaria a conservação dos insetos.