GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Café: bebida de macho!

Estudo revela que os homens que tomam pelo menos um copo da bebida diariamente apresentam maior movimentação de espermas.

Guilherme Castelar

Se você é homem, não pense que é o único a ficar acordadão quando toma café. O mesmo efeito se repete, acredite, com seus espermatozóides. É o que concluiu um estudo coordenado pelo médico urologista Fábio Pasqualotto, diretor do Conception Centro de Reprodução Humana, de Caxias do Sul (RS).

A pesquisa brasileira virou notícia internacional ao ser apresentada por Pasqualoto numa conferência em San Antonio, Estados Unidos. Os resultados mostram que os homens que tomam pelo menos um copo de café diariamente apresentam maior movimentação dos espermas. Em outras palavras, os espermatozóides ficam com mais energia e mais velozes, o que pode aumentar a possibilidade de fecundação do óvulo. “A cafeína pode aumentar o uso de energia do esperma, como se fosse um estimulante. É como se o espermatozóide tomasse um energético”, explica o pesquisador.

Para chegar a tais conclusões, foi testada a qualidade do sêmen de 750 homens férteis e com vida sexual ativa. “Quem toma café não produz mais esperma. A única alteração observada foi na sua qualidade de movimentação, independentemente da quantidade de café ingerida diariamente”, explica Pasqualotto.

Em números, entre os homens que tomam café, 67% dos espermatozóides tinham mobilidade suficiente para chegar ao óvulo, contra 54% dos que não tomam. Agora, o médico vai fazer testes com homens com problemas de fertilidade. “Dependendo dos resultados, podemos sugerir ao paciente com pouca movimentação dos espermatozóides que tome um cafezinho”, diz.