Clique e assine a partir de 5,90/mês

Calvície: Carona para genes do cabelo

Por Da Redação - Atualizado em 31 out 2016, 18h46 - Publicado em 31 dez 1995, 22h00

Depois dos transplantes e dos remédios que prometem milagres, surge mais uma esperança para o fim da calvície. Os biólogos Robert Hoffman e Lingna Li da empresa AntiCancer, na Califórnia, criaram uma terapia genética para queda de cabelo. Há três anos trabalhando nesse projeto, eles descobriram que os lipossomos – pequenas esferas de gordura das células – são o transporte ideal para implantar genes que promovem o crescimento de cabelos no couro cabeludo. Os lipossomos se fundem com as membranas das células e jogam para dentro o seu conteúdo, seja ele qual for. Li e Hoffman já conseguiram implantar melanina (uma proteína que dá cor aos tecidos) em ratos com pêlos brancos. Dias depois, começaram a crescer pêlos escuros. “Nós descobrimos o veículo de transporte”, falou Li, em entrevista à SUPER. “Agora só falta achar o gene que faz o cabelo crescer e aplicá-lo”.

Publicidade