Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Meteoros verdes são avistados na Nova Zelândia. Entenda o fenômeno

A química e velocidade desses meteoros explicam a cor característica das aparições.

Por Leo Caparroz 2 ago 2022, 17h27

Bolas verdes que cruzam o céu são regularmente vistas e filmadas na Nova Zelândia – a cada ano, cerca de quatro meteoritos atingem o país. Esses pontos brilhantes geralmente sinalizam a entrada de um pedaço de asteroide na atmosfera, que pode ter desde alguns centímetros até um metro de diâmetro.

No dia 7 de julho, um enorme meteoro explodiu acima do mar, perto da capital Wellington. Duas semanas depois, um meteorito pequeno foi avistado acima da região de Canterbury.

Fotografia de meteoro verde registrada na Nova Zelândia.
Greg Price/Reprodução

Mas o que explica a cor verde dessas aparições? Já podemos adiantar que não tem a ver com a aurora boreal. O brilho verde da aurora é causado por íons de oxigênio na atmosfera superior, criados a partir das colisões entre moléculas de oxigênio atmosférico e partículas ejetadas pelo sol.

Esses íons de oxigênio se recombinam com elétrons para produzir átomos de oxigênio. A energia excedente gerada no processo é liberada na forma da luz verde das auroras.

O caso dos asteroides é mais químico. Alguns deles contêm níquel e ferro que atingem a atmosfera a velocidades de até 60 km por segundo. Isso libera rapidamente uma enorme quantidade de calor, e o ferro e o níquel vaporizados irradiam luz verde.

A aura verde de um meteoro pode ser observada também durante a anual chuva de meteoros Perseidas, que já começou e atingirá o pico em 13 de agosto no hemisfério sul. Também chegando a  60 km por segundo, as Perseidas são pedaços de poeira vinda do cometa Swift-Tuttle. Algumas delas deixam um rastro bonito, brilhante e distintamente verde atrás delas, principalmente no início de seu caminho.

Compartilhe essa matéria via:
Continua após a publicidade

Publicidade
Ciência
Meteoros verdes são avistados na Nova Zelândia. Entenda o fenômeno
A química e velocidade desses meteoros explicam a cor característica das aparições.

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Transforme sua curiosidade em conhecimento. Assine a Super e continue lendo

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

App SUPER para celular e tablet, atualizado mensalmente.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Plano completo da Super. Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da SUPER, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Receba mensalmente a SUPER impressa mais acesso imediato às edições digitais no App SUPER, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês

Publicidade