GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Quem é o primeiro turista que irá à Lua pela SpaceX

Bilionário japonês pretende levar equipe artística para documentar o processo. Espera-se que o passeio aconteça em 2023

O primeiro nome da tripulação do Big Falcon, foguete projetado para fazer o primeiro sobrevoo comercial à Lua da SpaceX, foi anunciado na última segunda-feira (17): o bilionário japonês Yusaku Maezawa, de 42 anos.

“Sou apaixonado pela Lua desde criança. Só de olhar ela desperta minha imaginação. Ela está sempre por lá, inspirando a humanidade. É por isso que não posso deixar essa oportunidade passar”, explicou o turista sobre sua relação com o satélite natural, durante a coletiva de imprensa que anunciou a viagem.

Ele não pretende ir sozinho: não bastasse garantir o seu assento, o empresário tratou de arrematar também todos os outros, não só por querer exclusividade. Como forma de deixar algum legado de sua viagem à sociedade, ele planeja levar consigo entre seis e oito artistas, bancando todas as despesas. Sua função? Documentar o passeio da forma mais conceitual possível. “[Os artistas] terão que criar algo quando voltarem à Terra (…) e suas obras inspirarão todos os sonhadores latentes em nós”, disse o japonês, segundo reportou a agência de notícias AFP.

O projeto artístico já tem nome e tudo: #dearMoon. Dá para ter mais informações – e ver algumas belas imagens da Lua – clicando neste site. No trecho abaixo, disponível na página, há uns versinhos que Maezawa fez sobre a ideia.

“Se Pablo Picasso pudesse ver a Lua de perto,
que tipo de pinturas ele não faria?
Se John Lennon pudesse ver a curvatura da Terra,
que tipo de canções ele teria escrito?
Se eles tivessem ido ao espaço, que aparência nosso mundo teria hoje?”

A presença da equipe de arte não deve sobrecarregar o foguete, já que, tendo a altura de um prédio de 35 andares, pode transportar até 100 pessoas – pelo menos na teoria, já que só vieram a público, até hoje, desenhos e imagens do projeto.

Segundo declaração do chefe de operações da SpaceX, Gwynne Shotwell, o primeiro voo de teste do Big Falcon deve acontecer no ano que vem. A expedição à Lua é orçada em US$ 5 bilhões (cerca de R$ 20,7 bi).

Veja também

De onde vem a grana de Maezawa

Yusaku Maezawa acumula uma fortuna avaliada em US$ 2,7 bilhões, segundo a Forbes. Dono e criador de uma das maiores lojas de roupas online do mundo, a Zozotown, ele está entre os 18 nomes mais ricos do país asiático. De acordo com o Japan Times, o site conta com mais de 6.300 marcas e cerca de 900 funcionários.

Além de talento para os negócios, o japonês nutre um interesse particular por arte. Ele ficou conhecido por arrematar por US$ 110 milhões, em um leilão, um grafite original de Jean-Michel Basquiat – tornando-o a sexta pintura mais cara da história.

Volta à Lua em dez dias

A jornada em si será jogo rápido, durando 10 dias ao todo. Serão quatro dias até que a Big Falcon atinja a Lua, dois para dar a volta e o restante para o retorno à Terra.

O preço pago pelo pacote espacial, no entanto, não foi divulgado. O que se especula, com base em outros projetos envolvendo viagens do tipo, é que a conta não tenha sido nada barata. Para apenas experimentar a sensação de microgravidade por 10 minutos em uma viagem ao espaço, a companhia americana Virgin Atlantic cobra algo na faixa dos US$ 250 mil.

Passar férias, então, se mostra um programa muito mais salgado. Um grupo que irá participar de uma visita de 10 dias à ISS (Estação Espacial Internacional) em 2020, por exemplo, desembolsou nada menos que US$ 55 milhões por cabeça. Só o preço do combustível já deve fazer o roteiro lunar um tanto mais caro: enquanto a ISS vaga pela órbita terrestre 408 km acima do planeta, a Lua mantém sua órbita média a 384,4 km de distância da Terra.

A viagem de Maezawa à Lua ainda não tem data certa para acontecer. E, mesmo se já tivesse, era de bom tom que Maezawa esperasse um pouco mais para fazer as malas: a SpaceX, empresa do visionário Elon Musk, chegou a prever em 2017 que outra partida do tipo aconteceria ainda este ano. Até agora, nada ainda.

Hoje, a companhia adota tom mais moderado. Se tudo sair nos conformes, o foguete deixará a Terra em 2023. “Temos que cravar alguma data”, disse Musk durante o anúncio. “Se tudo sair 100% da maneira correta, ela será mantida. Mas há ainda uma série de incertezas”.