Clique e assine a partir de 5,90/mês

Tato é o sentido mais ativo durante o sono

Por Da Redação - Atualizado em 31 out 2016, 18h46 - Publicado em 31 dez 1995, 22h00

Os sentidos funcionam enquanto se está dormindo?

“Eles não ficam completamente desligados, mas sua capacidade é reduzida”, diz o neurologista Saul Cypel, do Hospital Albert Einstein, em São Paulo. Os órgãos responsáveis pelo tato, o olfato, a audição, a visão e o paladar estão conectados a sensores que enviam continuamente mensagens ao cérebro. Mesmo quando o sono toma conta, as informações continuam sendo mandadas, mas as áreas cerebrais encarregadas de interpretar os sinais ficam menos receptivas e têm dificuldade em fazer associações. O dorminhoco pode até ouvir alguém mexendo na porta, mas não vai ligar o ruído à presença de um possível assaltante. O tato, contudo, se mantém alerta. Ele funciona como o vigia do corpo adormecido.

Publicidade