Clique e assine a partir de 8,90/mês

Telescópio Hubble divulga imagem inédita em aniversário de 30 anos; veja

A foto captada pelo telescópio mostra duas nebulosas, que são berços de estrelas, mas a cena foi batizada de "Recife Cósmico” – pois lembra o fundo do mar.

Por Maria Clara Rossini - 24 abr 2020, 19h36

No dia 24 de abril de 1990, o Telescópio Hubble decolou à bordo do ônibus espacial Discovery acomapanhado de cinco astronautas. Um dia depois, ele entrou em órbita a 600 quilômetros da superfície da Terra, onde está até hoje. Desde então, ele tem contribuído com descobertas sobre o universo e fornecido as imagens mais fantásticas dos cosmos. Se hoje você consegue imaginar como deve ser o Universo visto do vácuo do espaço – e não só da superfície da Terra –, é graças ao Hubble.

Para comemorar o aniversário de 30 anos de seu lançamento, a NASA divulgou uma imagem inédita registrada pelo telescópio. Ela mostra a nebulosa NGC 2014, à direita, junto de sua vizinha NGC 2020, à esquerda. A mancha vermelha é formada por gás hidrogênio, enquanto o azul é gás oxigênio aquecido a mais de 10 mil oC.

NASA, ESA, and STScI/Divulgação

As nebulosas fazem parte de uma região de formação de estrelas, contidas na galáxia anã Grande Nuvem de Magalhães, que fica na beirinha da Via Láctea. Elas estão a nada menos que 164 mil anos-luz de nós. O vídeo abaixo mostra o “zoom” que o telescópio fez para chegar até lá.

https://www.facebook.com/watch/?v=234013031011573

A cada ano, a NASA seleciona uma imagem feita pelo Hubble para a comemoração do aniversário. Em 2019, a escolhida foi a nebulosa Caranguejo do Sul. Confira abaixo as outras imagens comemorativas do telescópio.

Mas para os 30 anos do telescópio, além da imagem inédita, a agência espacial também anunciou uma série de projetos novos, como a plataforma que mostra o que o Hubble avistou no dia do seu aniversário e um concurso de criações artísticas inspiradas no telescópio.

A Agência Espacial Europeia (ESA) também selecionou 30 instituições e organizações educacionais para receberem a imagem inédita em alta definição – elas vão estampar a foto em locais públicos nesta sexta-feira (24). 

A pandemia mudou um pouco os planos. Com a maior parte da população europeia dentro de casa, a ESA e a NASA decidiram estender as celebrações. Elas mudaram as agendas e propuseram que os eventos de comemoração ao Hubble acontecessem ao longo de todo o ano de 2020. Os cientistas esperam que o telescópio continue funcionando por pelo menos mais cinco anos.

Continua após a publicidade
Publicidade