GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Cientista de Harvard propõe solução inusitada para melhorar o autocontrole

E é algo fácil: fazer rituais simples. Entenda

Problemas como comer em excesso, gastar demais ou exagerar na bebida têm a mesma causa: falta de autocontrole. Teoricamente, ter controle de si mesmo é uma premissa básica do ser humano, mas na prática não é bem assim. O autocontrole pleno envolve conseguirmos dizer não a escolhas que são imediatamente gratificantes, mas custam caro a longo prazo – como aquele pedaço de bolo “um pouco maior” que o normal ou aquela tarde que você tirou para “descansar” quando deveria estar resolvendo problemas.

As intenções podem ser as melhores. Mas a falta de autocontrole pode gerar consequências irrefutáveis no futuro. Por conta disso, psicólogos e cientistas têm se debruçado sobre esse assunto há bastante tempo. Pesquisas anteriores já constataram que incentivos como recompensas em dinheiro, ou a possibilidade de gerar benefícios a terceiros, ajudam as pessoas a manter o autocontrole. Mas pesquisadores da Universidade Harvard acharam um jeito mais fácil: fazer rituais.

Não, não significa que você vai ter que se juntar à Maçonaria ou a alguma seita para ter autocontrole. Os pesquisadores falam de rituais simples, aqueles passos bobos que, por alguma razão, colocamos um significado. Como comer sempre os mesmos alimentos antes de fazer uma prova importante.

No estudo, os cientistas optaram por testar o problema mais comum de autocontrole: comer menos. Eles recrutaram mulheres que frequentavam academia e já tinham o objetivo de perder peso. O experimento era simples: os cientistas iriam monitorar, através de um aplicativo, a alimentação das participantes. As voluntárias só precisaram registrar no app tudo o que consumiram no dia. Mas havia um porém: metade delas foi instruída a fazer um ritual antes de comer.

Esse ritual, segundo os cientistas, foi decidido de forma bem aleatória. As participantes precisavam cortar a comida em pedaços de mesmo tamanho e reorganizar no prato de modo que os dois lados do recipiente estivessem perfeitamente simétricos. Além disso, elas tinham de pressionar o talher na comida três vezes antes de começar a comer. Isso deveria ser feito antes de todas as refeições.

Resultado: as participantes que precisavam fazer o ritual consumiram menos gordura, menos açúcar e bem menos calorias que as demais. No fim do estudo, as participantes relataram (antes de saber o resultado da experiência) que tinham achado o ritual inútil –  como você também pode ter pensado. Mas não foi.

Segundo os pesquisadores, os resultados sugerem que seguir um determinado conjunto de etapas antes de comer, por mais estranho que pareça, pode ser uma melhor estratégia de perda de peso do que aderir a uma dieta rigorosa. A execução de ações ritualizadas pode aumentar os sentimentos subjetivos de autodisciplina – o que, por sua vez, acaba melhorando o autocontrole. É o seguinte. Doar dinheiro para alguém na rua ou ceder um assento no metrô, por exemplo, nos leva a acreditar que somos generosos e educados.

Da mesma forma, seguir uma série de passos repetidas vezes, o que acontece quando fazemos algum ritual, requer uma boa auto-disciplina. Então, quando estamos engajados em fazer rituais, associamos esse comportamento como um sinal de que somos pessoas com autocontrole. E, graças a isso, acabamos tendo autocontrole mesmo.