Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Conheça sua nova casa em Marte

Se você acha que a Terra não está mais tão habitável, temos um ótimo investimento para você

Por Pâmela Carbonari Atualizado em 9 nov 2016, 16h35 - Publicado em 9 nov 2016, 16h12

Pensando em comprar um imóvel? Se você esperar pelo menos 20 anos, poderá mudar para uma vizinhança um tanto excêntrica, bastante rarefeita e a aproximadamente 225 milhões de quilômetros de distância. A promessa de viver em Marte talvez demore algumas décadas para tornar-se realidade, mas a partir do dia 13 deste mês os futuros habitantes do planeta vermelho podem conhecer suas casas na série MARTE, produzida pela National Geographic. A produção mescla ficção com entrevistas reais e dará uma noção de como a vida será no ano de 2037 no planeta vizinho.

Anote aí o endereço: na série, a casa fica em Valles Marineris, uma vasta cadeia de canyons na região de Tharsis, no equador de Marte. A moradia pode até ser de outro planeta, mas o formato é familiar. Trata-se de uma estrutura que lembra um iglu, construída com peças recicladas de naves espaciais e tijolos feitos com solo marciano. E assim como os esquimós se protegem do frio dentro de suas casas de tigelas invertidas, as casas de Marte serão como bolhas protetoras dos terráqueos que lá habitarão.

Para quem não curte passar muito tempo ao ar livre, o planeta ao lado é uma boa pedida. A atmosfera na região é cerca de um centésimo da espessura da atmosfera terrestre, isso significa que Marte é muito mais exposto à radiação solar que a Terra – consequentemente, as pessoas que decidirem passar uma temporada por lá ou se mudar de vez precisam de proteção permanente do sol. E ficar em casa vai ser uma das principais formas de se proteger.

Casa em Marte
Casa em Marte Reprodução National Geographic

As construções serão literalmente como fortes. Para garantir que raios cósmicos (alguns conseguem ultrapassar até dois metros de aço) não invadam as casas, as paredes terão 3 metros de espessura e a maioria dos edifícios serão interligados por túneis subterrâneos. Além de não terem janelas, as entradas serão pressurizadas para evitar que o ar de fora entre no QG dos terráqueos.

Por enquanto, essa maquete de lar em Marte só existe na ficção, mas ao que tudo indica, não tarda muito para virar realidade. Em setembro deste ano, o bilionário Elon Musk apresentou uma proposta da sua empresa SpaceX para colonizar o planeta vermelho. O empreendedor planeja enviar 80 mil pessoas para Marte até 2050.

O que nem Musk nem os criadores da série divulgaram são os pré-requisitos para embarcar nesta viagem. Já pensou comprar uma casa por lá e seu vizinho ser algum milionário lunático que queria assumir a presidência? Melhor ficar por aqui mesmo.

Continua após a publicidade
Publicidade