Assine SUPER por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Qual é o recorde de frio no Brasil? E de calor?

Spoiler: não foi em Curitiba

Por Felipe B. Cruz
Atualizado em 22 fev 2024, 10h12 - Publicado em 19 jul 2017, 12h23

Foram -11,1 °C e 44,7 °C. Isso segundo o Inmet, pois as medições variam de acordo com o instituto.

A mais baixa foi registrada em Xanxerê, Santa Catarina, em 20 de julho de 1953. A “friaca” foi resultado de uma massa polar muito intensa que atingiu a região. Já a Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri) diz que esse recorde pertence a Caçador, onde fez -14 ºC em 1952 (para o Inmet, a termômetro estava um pouquinho acima).

Já o pico de calor é uma unanimidade entre os centros de pesquisa: foi em Bom Jesus do Piauí, no Piauí, em 21 de novembro de 2005: 44,7 ºC.

Conhecida pela fama de fria, Curitiba, no Paraná, possui uma vizinha bem mais quente. A 90 quilômetros da capital do estado está a cidade de Antonina, que no final de 2018 registrou sensação térmica de impressionantes 81oC.

Continua após a publicidade

No dia 18 de dezembro de 2018, o Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar) divulgou que os termômetros da cidade atingiram uma máxima próxima ao do recorde de Bom Jesus: 44,3ºC. A sensação térmica é medida usando variáveis como a velocidade do vento e a umidade do ar. Quanto maior a umidade, maior será a sensação de calor.

ALTOS E BAIXO
Outros registros assustadores de frio e calor no Brasil

Continua após a publicidade
(Mundo Estranho)

FONTES Ciram/Epagri, Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet); Somar Meteorologia e Organização Meteorológica Mundial (OMM)

Pergunta do leitor João Vitor Miyao Camilotti, Barra do Jacareí, PR

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

A ciência está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por SUPER.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.