Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

A cada ano, a Lua se afasta 3,15 centímetros da Terra

Está vendo aquela Lua, que brilha lá no céu? Ela está cada dia mais longe.

Por Thereza Venturoli Atualizado em 29 nov 2016, 16h38 - Publicado em 30 set 1998, 22h00

É impossível perceber sem o auxílio de instrumentos de altíssima precisão, mas a cada ano a Lua se afasta 3,15 centímetros da Terra.

Para entender como isso acontece, é preciso lembrar três aspectos do movimento dos dois astros. O primeiro é a atração gravitacional que um exerce sobre o outro. Do mesmo modo como a Terra atrai a Lua, esta também puxa o planeta. “Essa puxada deforma a esfera terrestre, que fica ligeiramente ovalada”, explica Simone Daflon, do Observatório Nacional do Rio de Janeiro.

O segundo aspecto é como essa deformação freia a rotação da Terra. À medida que o planeta gira em torno de si mesmo, a deformação muda de lugar. Aí, a atração da Lua passa a puxar o “bico” da Terra, no sentido contrário ao da rotação do planeta. Assim segurada, ela gira mais lentamente.

Por fim, o terceiro aspecto, uma lei da Física: sempre que um corpo diminui sua velocidade de rotação, como acontece com a Terra, ele “solta” um pouco o que está “amarrado” a ele, ou seja, a Lua.

Acompanhe o exemplo da bailarina que rodopia sobre a ponta dos pés, com os braços encostados ao corpo. Se ela esticar os braços, a velocidade do rodopio diminui. E vice-versa: se seu rodopio for freado, seu braço tenderá a se esticar, e sua mão, a se afastar do corpo. Se você considerar que o tronco da bailarina é a Terra, a mão, a Lua, e o braço, a gravidade que une os astros, vai entender por que o satélite vai fugindo lentamente.

Jogo de puxa e freia

A Lua segura a Terra e acaba escapando dela aos poucos.

1. Do mesmo jeito que a força de gravidade da Terra atrai a Lua, esta também puxa a Terra. Essa puxada deforma o planeta e deixa a esfera ligeiramente ovalada.

2. Como o planeta não pára de girar, a deformação se desloca para o lado.

3. Agora, o ponto deformado pela Lua chega a uma posição em que é puxado no sentido inverso ao da rotação do planeta. Isso freia a Terra. Por isso, a Lua escapa para um pouco mais longe.

Continua após a publicidade
Publicidade