GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Aplicativo ajuda vítimas do Alzheimer a reconhecerem parentes

Se a pessoa não se lembrar de alguém, basta apontar seu smartphone para ela - e o app diz quem é

Quando Emma Yang tinha 8 anos de idade, sua avó passou a ter problemas de memória. Nos anos seguintes, a situação piorou – era o Alzheimer se manifestando. Yang, então, decidiu utilizar seus talentos em programação para ajudar a familiar.

Sua ideia: criar um aplicativo que pudesse facilitar o reconhecimento de entes queridos.

Veja também

O ‘Timeless’, que ainda está em desenvolvimento, funciona da seguinte maneira: o paciente de Alzheimer tira uma foto da pessoa que ele não reconheceu, e o app diz quem ela é (filho, sobrinho, neto, cônjuge, etc). “A inteligência artificial e o reconhecimento facial estão evoluindo e sendo aplicados em mais áreas, especialmente no ramo da saúde”, disse a menina ao podcast americano Sincerely Human. Ela se uniu à empresa Kairos, que criou o software de reconhecimento facial utilizado pelo ‘Timeless’.

O aplicativo também irá incluir uma tela de lembrete que lista tarefas diárias, junto com uma aba de contatos que mostra fotos dos membros da família e seus nomes. Outra função importante percebe se uma ligação foi feita recentemente, e pergunta se o paciente realmente deseja ligar outra vez para a mesma pessoa. Por fim, há um menu com informações pessoais – como nome, idade, número de telefone e endereço – que podem ser úteis ao paciente e pessoas que precisem eventualmente ajudá-lo.

Yang criou uma campanha de crowdfunding para financiar seu projeto – que irá envolver testes reais com pacientes de Alzheimer.