Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Oráculo Por aquele cara de Delfos Ser supremo detentor de toda a sabedoria. Envie sua pergunta pelo inbox do Instagram ou para o e-mail bruno.vaiano@abril.com.br.

Por que o dedo acende vermelho quando é encostado na lanterna do celular?

Por que o seu corpo é de um transparente seletivo: deixa passar certas frequências mais do que outras.

Por Bruno Vaiano Atualizado em 11 jan 2019, 09h31 - Publicado em 20 dez 2018, 12h07

É o seguinte: a luz é uma onda eletromagnética. E ondas – sejam as de luz, sejam as do mar –, têm uma crista, depois um vale, depois outra crista, depois outro vale… A distância entre duas cristas, chamada pelos físicos de comprimento, define a cor que você vai ver. O olho interpreta ondas por volta de 750 nanômetros (nm) como vermelho, as de 400 nm, como violeta; todas as outras cores estão em comprimentos intermediários. A esse degradê que vai de 750 a 400 damos o nome de arco-íris.

  • A lanterna do seu celular emite luz em todos os comprimentos de onda. O seu dedo, por outro lado, é translúcido de um jeito bem seletivo: ele absorve todas as cores, e só deixa passar o vermelho (além de outras frequências infravermelhas – isto é, de comprimento menor que o vermelho, que são invisíveis para nós).

    Saber em quais comprimentos de onda o corpo é penetrado mais facilmente é útil tanto para a medicina quanto para animadores da Disney – que estudam como a luz interage com o corpo para desenhar peles e pelos 3D impecáveis.

    Publicidade