GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

O asteróide e sua lua

Uma grande rocha de formato irregular com um corpo bem menor girando ao seu redor – esta é a imagem do asteróide Ida e de seu satélite natural captada pelas câmeras de alta resolução da nave espacial Galileu (veja foto). O Ida é o segundo asteróide a ser “visitado” por uma nave espacial. (O primeiro foi o Gaspra, fotografado também pela Galileu, em outubro de 1991.) Localizado no cinturão principal, entre Marte e Júpiter, a cerca de 420 milhões de quilômetros do Sol (270 milhões de quilômetros da Terra), o Ida tem cerca de 56 quilômetros de comprimento máximo, enquanto sua lua não passa de 1,5 quilômetro de diâmetro. O grande número de crateras – algumas bastante desgastadas – parece afastar a possibilidade de que a superfície do asteróide seja geologicamente jovem. Galileu está a caminho de Júpiter, onde deve chegar no final de 1995, e foi nesse trajeto que passou pelo Ida – à distância de 2400 quilômetros e velocidade de 44 640 quilômetros por hora.