Clique e assine a partir de 8,90/mês

5 mistérios que permaneceram após o final de Dark

A terceira temporada da série alemã entregou a maior parte das respostas que os fãs queriam – mas alguns pontos seguem nebulosos.

Por Bruno Carbinatto - Atualizado em 14 jul 2020, 16h44 - Publicado em 10 jul 2020, 19h34

A série alemã Dark chegou ao fim após três temporadas – que geraram muitas (mas muitas mesmo) dúvidas nos telespectadores. O roteiro de fritar o cérebro é, inclusive, o ponto alto da trama, que foi eleita como a melhor série da Netflix em votação popular no site Rotten Tomatoes.

A terceira temporada cumpriu o que prometeu, e ofereceu respostas para a maioria das perguntas – mas não para todas. Listamos aqui alguns mistérios que, propositalmente ou não, permaneceram após o desfecho a série.

1 – O que exatamente aconteceu com Aleksander Tiedemann/Boris Niewald?

Netflix/Reprodução

Antes da terceira temporada estrear, elencamos aqui na SUPER cinco perguntas que queríamos ver respondidas no fechamento da série. Uma delas era exatamente sobre o passado misterioso do diretor da usina nuclear, Aleksander Tiedemann. Infelizmente, a terceira temporada forneceu bem pouco material sobre essa questão.

Vamos ao que já sabíamos: Aleksander apareceu primeiro em Winden, na década de 80, após ser baleado. Descobrimos que seu nome real é Boris Niewald, mas ele assume a identidade de Aleksander Köhler. Posteriormente, se casa com Regina Tiedemann e adota o sobrenome da esposa. Boris tem alguma relação com um crime que ocorreu há 33 anos na cidade de Marburgo, onde possivelmente o Aleksander original acabou morto. Não fica claro, no entanto, o que aconteceu. Para incrementar o mistério, a segunda temporada dedica um tempo considerável para a trama quando introduz o detetive Clausen, que investiga o desaparecimento do irmão há 33 anos. O tal irmão, descobrimos depois, é Aleksander Köhler.

Continua após a publicidade

Esperávamos que a terceira temporada oferecesse mais detalhes sobre o que aconteceu na juventude de Boris/Aleksander, mas tivemos poucas respostas. Em uma cena, Boris confessa a seu filho que esteve envolvido na morte do Aleksander original há 33 anos – mas diz que foi um acidente. O resto, fica para o público especular. O que possivelmente aconteceu foi que, após o episódio, Boris escondeu o corpo (afinal, ele ainda é considerado desaparecido) e fugiu, assumindo a identidade do homem morto. Clausen passou as próximas décadas investigando o desaparecimento do irmão até seguir as pistas e encontrar Aleksander na segunda temporada.

De qualquer forma, a série não deu detalhes sobre o que de fato aconteceu. A morte de Aleksander foi realmente acidental? Como Boris foi baleado? A falta dessas respostas leva a crer que o episódio é secundário e não importa muito para a trama central – o que é um pouco frustrante, dado todo o mistério que o roteiro construiu acerca do personagem nas duas primeiras temporadas.

2 – Qual a história completa de Agnes Nielsen?

Netflix/Reprodução

Uma outra personagem que acabou deixada de lado na última temporada é a misteriosa Agnes Nielsen. Pelo menos descobrimos que seu misterioso ex-marido era, na verdade, o filho sem nome de Martha e Jonas.

Mas a história do casal acabou ficando totalmente anônima. Como (e quando) os dois se conheceram? A relação deles era de amor, ou apenas tiveram um filho para manter o ciclo e a árvore genealógica que engloba quase todos os personagens da série? E quando eles se separaram?

Continua após a publicidade

Além disso, sabemos que Agnes deixou de trabalhar com a organização Sic Mundus por um período. Ela só é aceita de volta no grupo após trair Claudia, revelar onde estão as últimas páginas do caderno e depois matar seu próprio irmão, Noah. O que a fez sair da seita de viajantes no tempo? Teria isso alguma relação com o seu marido sem nome?

É provável que essas perguntas não sejam essenciais para a história central, mas certamente seriam respostas bem vindas sobre uma das personagens mais enigmáticas e mais importantes do Sic Mundus.

3 – Quem são as pessoas desconhecidas na foto do Sic Mundus?

Netflix/Reprodução

Esta pergunta sem resposta é especialmente frustrante para fãs das duas primeiras temporadas, que criaram várias teorias malucas com base em apenas poucos frames. Na imagem acima, temos os membros da seita Sic Mundus posando para uma foto, que depois é encontrada por Elisabeth criança em 2020. Nela, podemos ver alguns membros que conhecemos: Adam (Jonas), Agnes, Noah, Magnus, Franziska e Bartosz. Mas há várias outras pessoas, principalmente as posicionadas ao fundo, que não são identificáveis. Isso fez com que muitos fãs especulassem quem seriam – já que poderiam ser personagens que já conhecemos com idades diferentes.

No final, essas pessoas sequer apareceram na série, e a resposta para a pergunta provavelmente é: “não importa”. Na terceira temporada, descobrimos que a Sic Mundus não foi criada por Adam, e sim pelos membros da família Tannhaus. O membro mais antigo que vemos é Heinrich Tanhauss, pai de Gustav Tanhauss (o velho cego). Sabendo disso, é possível especular que as pessoas misteriosas do retrato podem ser membros da família ou ligadas aos Tanhauss de alguma forma, que participaram do Sic Mundus mas acabaram não tendo relevância para a trama como um todo. Uma pena, já que sua identidade foi amplamente debatida em fóruns da internet enquanto a terceira temporada não chegava. Talvez tenha sido esse mesmo o objetivo dos criadores da série: colocar mais elementos para os fãs fritarem o cérebro criando as mais malucas teorias.

Continua após a publicidade

4 – Como Claudia descobriu o terceiro mundo e a origem de tudo?

Netflix/Reprodução

No último episódio, a grande resposta que esperávamos finalmente nos é dada, e a explicação vem através da personagem Claudia. Ela conta a Adam que a origem dos dois mundos e de todo o ciclo temporal em que os personagens estão presos não está no filho dele com a Martha, como ele acreditava, e sim em um terceiro mundo, o mundo de origem, em que H. G. Tannhaus, tentando voltar no tempo para salvar sua família, acabou destruindo seu próprio mundo e criando outros dois. É com base nessa informação que a série chega ao seu desfecho.

Mas algo não fica muito bem explicado: como Claudia descobriu tudo isso? Na cena em que conta tudo para Adam, ela apenas dá explicações vagas, dizendo que buscou respostas tanto no mundo dele como no mundo de Eva até juntar as peças, sempre com a motivação principal de salvar sua filha Regina. Não fica claro, porém, como exatamente ela conseguiu descobrir detalhes sobre a origem. Ela não apenas sabe que tudo teve origem num terceiro mundo, como sabe detalhes do que Tannhaus fez neste mundo, e o que deveria ser feito para evitar o acidente. Será que Claudia chegou a visitar esse terceiro mundo e viu tudo com os próprios olhos?

Pode ter sido proposital por parte dos criadores da série não mostrar tudo isso em detalhes, deixando, novamente, que o público especulasse. Afinal, Claudia é uma das personagens mais inteligentes e que mais conhece sobre viagem no tempo, além de ter formação na área de física nuclear. Se alguém tinha que resolver esse quebra cabeças, é lógico que seria ela – ainda mais se considerarmos que ela tinha uma motivação muito forte (salvar sua filha). Mas, mesmo assim, a série poderia explicar melhor como ela chegou a conclusão mais importante de toda a temporada – nem que seja dando apenas uma pista do que ela fez para ligar os pontos.

5 – O que aconteceu com o olho de Torben Wöller?

Netflix/Reprodução

Viagem no tempo? Sic Mundus? Bebês interdimensionais? Nada disso: o maior mistério da série está no olho do policial Wöller.

Continua após a publicidade

Brincadeiras a parte, talvez o fato de a pergunta jamais ter sido respondida tenha sido uma boa sacada. Tudo porque o detalhe virou uma espécie de meme na série: tanto na segunda temporada como na última cena da terceira, Wöller está prestes a explicar o mistério por trás de seu tapa-olho quando algo interrompe a história e frusta o telespectador de uma forma divertida. É interessante como um detalhe em um personagem secundário ainda na primeira temporada levantou tanto a curiosidade dos fãs, e a série capitalizou muito bem disso. De qualquer maneira, não ter essa resposta é satisfatoriamente frustrante – e deixa aquele famoso “gostinho de quero mais”.

 

Publicidade