Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Por que os ossos e os dentes não se decompõem após a morte?

As bactérias não conseguem digerir essas partes do corpo

Por Redação Mundo Estranho Atualizado em 14 fev 2020, 17h48 - Publicado em 18 abr 2011, 18h58

Porque essas partes do corpo são compostas de minerais, material que não faz parte do cardápio das bactérias que nos digerem no cemitério. Esses seres unicelulares alimentam-se de matéria orgânica – a que compõe nossos tecidos, formada basicamente por átomos de carbono. É exatamente nessa atividade bacteriana que consiste o processo de putrefação. Já os ossos e os dentes são formados por compostos inorgânicos, em que predomina o fosfato de cálcio, substâncias que não apodrecem. Isso, porém, não significa que elas não sejam alteradas com o passar dos anos. “O que acontece com os ossos e os dentes é a substituição de um mineral por outro, ao longo do tempo”, diz o fisiologista José Carlos de Freitas, da USP. Trata-se de um processo de fossilização que demora milênios: no lugar do material original entram os minerais presentes no terreno onde estiver o cadáver.

  • Relacionadas
  • Publicidade