Clique e Assine SUPER por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Marco Polo trouxe a massa da China para a Itália

Por Da Redação Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 31 out 2016, 19h06 - Publicado em 18 mar 2011, 22h00

Essa é outra confusão macarrônica. Na verdade, a receita de farinha e água já era difundida no Império Romano, muitos séculos antes das perambulações do famoso mercador veneziano (que viveu entre os anos 1254 e 1324) pelo Oriente. Até o século 2, o prato de resistência dos soldados e da plebe romana era uma papa chamada pulmentum, que pode ser a origem da polenta. “O consumo de pães, mingaus e outras variedades de massas feitas de farinha e água aparece nos hábitos alimentares de todas as civilizações da Antiguidade”, diz o professor de história Henrique Carneiro. Em algum momento perdido no tempo, um desses mingaus pode ter sido seco, cozido novamente e cortado em fios ou placas, segundo o especialista. Há mais uma hipótese capaz de derrubar a conexão China-Marco Polo: dificilmente os chineses usariam farinha de trigo para preparar suas massas. “Na China e no Japão, o mais provável é que fossem feitas de arroz, produto agrícola abundante por lá”, diz Henrique. Levou tempo para o macarrão povoar a mesa dos europeus. As massas só se tornaram populares no século 17. Já o molho de tomate só foi incorporado ao prato no século 19. “Até então o legume era considerado venenoso, por causa de seu parentesco com espécies perigosas.”

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.