GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Uma pitada já faz diferença

Pesquisadores da Inglaterra concluiram que o sal é responsável por 22 dos derrames cerebrais e 16 dos ataques cardíacos.

Um grupo de pesquisadores da Faculdade de Medicina Saint Bartholomew, em Londres, aconselha as indústrias de alimentos a diminuir a quantidade de sal em seus produtos. Os cientistas compararam os dados de 130 estudos sobre a relação entre o consumo de sal e a pressão sanguínea, realizados em diversos países, com o volume desse condimento presente em uma série de alimentos populares na Europa. Depois de muitos cálculos, a conclusão foi que 3 gramas de sal a menos em cada porção desses alimentos seriam suficientes para evitar, aproximadamente, 22% dos derrames cerebrais e 16% dos ataques cardíacos na Inglaterra. O ideal, claro, é que as pessoas também diminuam o sal nos alimentos preparados em casa. Segundo os pesquisadores, essa medida simples pode, em muitos casos, fazer mais efeito do que o consumo de remédios para controlar a pressão.