GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Traz observatório virtual

O programa transforma a tela do micro numa janela para as estrelas, constelações e planetas.

Distant Suns

Criado por Mike Smithwick, um programador profissional e astrôomo amador que trabalhou em sistemas de controle de tráfego aéreo, simuladores de vôo e desenvolveu tecnologia de visualização gráfica para a NASA, Distant Suns simula um completo observatório astronômico num simples micro.

O software permite observar o céu de diversas formas e a partir de diferentes pontos de vista, desde um ponto fora da Terra, para se ter uma visão completa do sistema solar, até qualquer coordenada no globo terrestre. Assim, se o usuário escolhe uma cidade no hemisfério norte, como Lisboa, percebe que de lá não se avista o Cruzeiro do Sul, mas a estrela polar indicando o norte. E possível definir a grandeza das estrelas que se deseja que apareçam visualizadas, escolher se os nomes ficarão visíveis ou não e também se o desenho das constelações será indicado.

Além das coordenadas espaciais, o usuário também define a época da configuração do céu. numa faixa que vai de 4 700 a.C. até o ano 10 000 d.C. Pode-se viajar ao dia 6 de junho de 1910. quando o cometa Halley passou no céu deixando um rastro luminoso. Clicando o mouse sobre qualquer corpo celeste, o programa mostra informações mais detalhadas sobre ele. como o tamanho, as características e a órbita, incluindo mais de 200 fotos. O programa exibe até 9 100 estrelas e 450 galáxias ou nebulosas. Também é possível abrir janelas auxiliares com cálculo de efemérides, mapa da Lua, guia das fases lunares e das posições de planetas.

Distant Suns permite que se incluam até 3 000 outros objetos, com a atualização de descobertas astronômicas – como novas estrelas – ou a inclusão de satélites artificiais. Quase todas as opções do programa são configuráveis pelo usuário, permitindo personalizar o ambiente de navegação conforme as preferências de cada um.

A versão em CD-ROM inclui um banco de cerca de 1 500 imagens de tela inteira, com fotos da Terra e dos outros planetas, cometas e estrelas. O gerenciador de imagens que acompanha o programa também permite que o usuário acrescente comentários e outras imagens ao banco de dados.
O programa, editado pela Virtual Reality Laboratories, de San Luis Obispo, Estados Unidos, exige 256 cores e um mínimo de 2 megabytes de RAM para ser instalado. A versão em CD-ROM é comercializada pela Blue Pointer no Brasil pelo preço de 134 dólares, incluindo frete. A Blue Pointer, cujo telefone é (011) 547-9880, faz a importação direta, com entrega do produto em até seis dias úteis e pagamento por cartão de crédito internacional. A versão em disquete sai por 95 dólares, mas é muito mais reduzida e não possui o banco de imagens.