Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Publicidade

Tudo sobre APARELHO DIGESTIVO

Mundo Estranho, Saúde

Como funciona a digestão?

Por Meire Cavalcante Atualizado em 4 jul 2018, 20h24 - Publicado em 18 abr 2011, 18h55
Em seres vertebrados como nós, o processo de absorção de alimentos pelo organismo envolve uma complexa engrenagem. É o famoso aparelho digestivo – um longo tubo em que se encontram órgãos como boca, estômago e intestinos, provido de comportas e barreiras que abrem e fecham em admirável sincronia, dando o ritmo necessário a cada etapa […]
Mundo Estranho, Saúde

Por que o licor é considerado um digestivo?

Por Redação Mundo Estranho Atualizado em 4 jul 2018, 20h14 - Publicado em 18 abr 2011, 18h54
Porque a maioria dos licores possui em sua fórmula ingredientes que ajudam na digestão, como frutas, ervas e flores. “A regra é essa: se os princípios ativos dos componentes da bebida forem digestivos, ela também será. Os famosos licores de flor de laranjeira, do tipo Cointreau, por exemplo, devem seu efeito às propriedades da planta”, […]
512bc62e865be24e260014ddcamarao.jpeg
Mundo Estranho

É verdade que o camarão tem o coração na cabeça?

Por Redação Mundo Estranho Atualizado em 4 jul 2018, 20h21 - Publicado em 18 abr 2011, 18h52
Sim, é verdade. Aliás, não só o coração mas também praticamente todo o sistema digestivo desse crustáceo se localiza na cabeça. “O hepatopâncreas é um sistema glandular que tem funções de fígado, de pâncreas e também de estômago. Ele está localizado dentro do cefalotórax, a região do corpo dos crustáceos e aracnídeos formada pela fusão […]
Mundo Estranho, Saúde

O que é o arroto?

Por Redação Mundo Estranho Atualizado em 4 jul 2018, 20h22 - Publicado em 18 abr 2011, 18h52
É um dos jeitos que o organismo encontra para liberar o excesso de gases que você manda para o estômago. Isso abrange desde o ar que a gente engole quando come até o gás carbônico dos refrigerantes. Quando arrotamos, o ar sobe do estômago e faz vibrar a válvula que fica entre o esôfago e […]
Mundo Estranho, Saúde

O homem solta mais puns que a mulher?

Por Redação Mundo Estranho Atualizado em 4 jul 2018, 20h11 - Publicado em 18 abr 2011, 18h51
Pode até parecer que sim, afinal, muitos homens transformam essa estranha necessidade biológica em diversão. Mas na verdade não existe diferença no aparelho digestivo dos dois sexos. “O que acontece é que, por razões educacionais, a mulher geralmente não elimina flatos em público, enquanto o homem o faz até por esporte, desde a adolescência”, diz […]
Mundo Estranho

Por que os cães comem grama de vez em quando?

Por Redação Mundo Estranho Atualizado em 4 jul 2018, 20h18 - Publicado em 18 abr 2011, 18h50
Para melhorar seu processo digestivo. “É um comportamento normal e que não deve causar preocupação”, afirma o veterinário Mauro Lantzman, da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Embora não sejam vegetarianos, os cachorros, assim como outros animais carnívoros, como gatos, lobos e raposas, possuem esse hábito. “A fibra presente na grama ingerida pelo cão […]
5241f8909827681a1c0016f7640px-pills.jpeg
Mundo Estranho, Saúde

O que acontece com os remédios no estômago?

Por Dante Grecco Atualizado em 4 jul 2018, 20h11 - Publicado em 18 abr 2011, 18h49
Os medicamentos são absorvidos principalmente no intestino, mas cada um age de um jeito
52fe5ebf98276822a70003b8640px-elephant_poop_2.jpeg
Mundo Estranho, Saúde

Como se forma o cocô?

Por Rodrigo Ratier Atualizado em 4 jul 2018, 20h20 - Publicado em 18 abr 2011, 18h47
O almoço de hoje vai ser o cocô de daqui a dois ou três dias. Da boca ao fiofó, a comida fica até 72 horas no nosso corpo, passando por duas transformações básicas. A primeira é mecânica: dentes na boca e músculos no estômago vão triturando os pedaços de alimentos até os deixar superpequenos. Só […]
dona-redonda
Mundo Estranho

Dá para explodir de tanto comer?

Por Artur Louback Lopes Atualizado em 21 dez 2018, 12h31 - Publicado em 18 abr 2011, 18h36
Em princípio, não dá para imitar Dona Redonda, da novela Saramandaia: você chama antes o consagrado Hugo. Mas um caso no Japão, em 2003, desafia os médicos.
Publicidade