Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

As baleias têm problema de descompressão quando vão à superfície?

Por Da Redação Atualizado em 31 out 2016, 18h38 - Publicado em 22 jul 2009, 22h00

Vera Cristina Bianchi Ezemplari, São Paulo, SP

Não. As baleias estão preparadas para lidar com o nitrogênio, o gás que causa os problemas de descompressão nos mergulhadores humanos. Parte do ar atmosférico, ele entra normalmente nos nossos pulmões quando respiramos. Mas, debaixo da água, sob pressão, o nitrogênio acaba se misturando com o sangue. E daí passa para os tecidos. Se o mergulhador voltar muito rapidamente à superfície, o nitrogênio se expande de repente e causa paralisia do sistema nervoso e das articulações. Se não tiver cuidado, um mergulhador pode morrer numa volta à superfície.

“A baleia consegue evitar que o nitrogênio entre nos seus tecidos e na corrente sangüínea”, diz o oceanógrafo Alexandre Novaes Zerbine, do Museu Oceanográfico Prof. Eliezer de Carvalho Rios, no Rio Grande do Sul. Os ossos do seu tórax são mais flexíveis, comparados aos do ser humano. Sob a pressão da água, eles comprimem o pulmão.

Antes que o nitrogênio tenha tempo de passar para a corrente sangüínea, o ar é deslocado para a traquéia. Este órgão represa o ar e evita a difusão do gás porque suas paredes são cartilaginosas e não têm irrigação sangüínea. Por isso, a baleia pode subir para a superfície tranquilamente e respirar.

Continua após a publicidade

Publicidade