GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Qual é o vinho mais caro do mundo?

Confira - com moderação - a adega mais bacanuda que existe

É o francês Romanée-Conti, que pode custar até 45 mil reais a garrafa! Além do sabor apreciadíssimo, ele é caro desse jeito por causa de uma das regras básicas da economia: grande demanda aliada à oferta limitada. Comparado com outras marcas, sua produção é bastante reduzida. Para ter ideia, a vinícola de suas preciosas uvas ocupa uma área de apenas 1,8 hectare, mais ou menos o tamanho de um campo de futebol. Fora do mercado comercial, no inacessível mundo dos leilões, o vinho mais caro já vendido foi um Chateau Lafite, de 1787, que pertenceu ao ex-presidente americano Thomas Jefferson – saiu pela bagatela de 360 mil reais. Um dia o Romanée-Conti chega lá! +¨:o)

BOTECO DE RESPONSA

Confira – com moderação – a adega mais bacanuda que existe

TEQUILA – Pasion Azteca

A tequila é feita a partir da seiva do agave-azul, uma planta típica do México. Mas não é o sabor que interessa. O que vale aqui é o embrulho: o recipiente é feito de platina e ouro. Também dá para encontrar versões mais “modestas”, de ouro e prata, por cerca de 10 mil reais

RUM – Wray And Nephew

Na década de 1940, era moda um coquetel chamado Mai Tai, com rum na fórmula. As destilarias de rum vendiam tanto que nem tinham tempo de envelhecer o mé. Poucas, como esta safra da destilaria Wray and Nephew, guardaram a valiosa mistura de ingredientes dos runs da época. Por isso ele custa tanto

CONHAQUE – Henri IV

Não é qualquer mé que pode ser chamado de conhaque. Para levar o título, a bebida deve ser feita na região de Cognac, na França. Mas o nosso conhaque milionário vai além: ele vem numa garrafa de ouro e platina adornada com 6 500 diamantes!

CACHAÇA – Havana

A rainha das marvadas vem da cidade de Salinas (MG). A Havana foi criada em 1943 pelo mineiro Anísio Santiago. Só que ele não registrou a marca, que foi roubada por uma destilaria de rum. Em 2001, ele tirou as Havanas do mercado, rebatizando o goró com o próprio nome. As que têm o rótulo antigo passaram a valer uma bolada

VODCA – Diva Escócia

O lance desta vodca é o seu processo especial de filtragem. Numa das etapas, ela passa por uma “areia” feita de pedras preciosas moídas, como diamantes, rubis e esmeraldas. O cliente ainda pode escolher as pedras que vão no tubo que enfeita o miolo da garrafa

CHAMPANHE – Heidsieck & Co. Monopole

Em 1916, um navio partiu da França para a Rússia com 3 mil garrafas de champanhe para o czar, mas acabou naufragando. Em 1997, foram encontrados os destroços do navio, com 2 mil champas intactas! O goró é vendido hoje no luxuoso Ritz-Carlton Hotel de Moscou

COQUETEL – Flawless

Vendido no bar Movida, em Londres, o Flawless é um coquetel à base de conhaque e outras bebidas. Mas não são os ingredientes líquidos que fazem a diferença. Além de vir com flocos comestíveis de ouro 24 quilates, o coquetel traz um anel de diamante 11 quilates no fundo do copo!

UÍSQUE – Macallan Fine and Rare Collection

Envelhecido em barris de carvalho, o Macallan é um dos uísques mais apreciados do mundo. O exemplar em questão foi vendido num leilão em 2007, mas dá para provar um golinho no bar do Borgata Hotel Casino & SPA, em Atlantic City, nos EUA. Mas é bom estar com sorte no cassino: uma dose sai por 7,4 mil reais!

CERVEJA – Sam Adam’s Utopia

Feita a partir de uma seleção especial de lúpulos, a cerveja Sam Adam’s Utopia detém o recorde de cerva com maior teor alcoólico do mundo. O preço também fica salgado pela embalagem: ela é vendida em uma garrafa de cobre, imitando uma tradição dos primeiros cervejeiros

LEIA TAMBÉM

– Como se produz vinho?

– Quais são os principais tipos de vinho?

Newsletter Conteúdo exclusivo para você