Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Manual: como aproveitar sobras e restos de comida?

Caldos, geleias, bolinhos, chips, chás… Tudo isso pode ser feito com o que costuma ir para o lixo.

Por Rafael Battaglia 17 jun 2021, 11h50

Ilustração mostrando o planejamento de marmitas, com um calendário do mês e vários potinhos cheios de comida.

Planeje

Quando fizer comida em um dia, já imagine maneiras de reutilizar os restos nas próximas refeições. O arroz que sobra pode virar bolinho, e um resto de frango pode ser desfiado no arroz. Feijão excedente vira tutu ou sopa. Legumes ficam ótimos em tortas. Não tenha preconceitos: restaurantes fazem isso.

Pães duros

Eles podem virar rabanada, pudim ou torradinha para salada e sopa (croûton). Muito duro? Asse um pouco e rale ou passe no processador. Voilà: farinha de rosca caseira.

Frango assado

As sobras podem rechear coxinhas ou sanduíches. Requentar esses restos desfiados na frigideira em vez do micro-ondas deixa a pele crocante e atenua o gosto de frango amanhecido.

Ilustração mostrando duas mãos descascando uma batata.
Marina Procházka/Superinteressante

Lixo zero

Algumas coisas que vão para o lixo podem render improvisos bem gostosos. Ferver casca de abacaxi dá um chá e tanto. Cascas de batata e cenoura assadas ou fritas viram chips crocantes. Folhas de beterraba ou cenoura rendem boas saladas.

Continua após a publicidade

Talos

Talos de espinafre e brócolis podem ir no arroz ou nos ovos mexidos. Já os de salsa e cebolinha podem servir de “cama” para assados – agregam sabor e evitam que a carne queime em contato com a assadeira.

  • Ilustração mostrando vários talos dentro de um caldo, em uma panelinha, no fogo.
    Marina Procházka/Superinteressante

    Faça caldos

    Sabe o tabletinho de caldo Knorr? Faça-o do zero. Basta cozinhar lentamente, em fogo baixo, ossos e aparas de carne ou talos e cascas de vegetais. Quanto mais a água evaporar, mais concentrado o resultado.

    Ervas

    Ervas e temperinhos sobressalentes podem render uma manteiga ou maionese temperadas e verdinhas – iguais àquelas de hamburgueria. Os talos você põe no caldo.

    Ilustração de uma prateleirinha com geleias, frutinhas e livros de receita.
    Marina Procházka/Superinteressante

    Tudo vira doce

    Frutas maduras – ou praticamente estragadas – viram ótimas geleias e doces. Mesmo a banana de casca mais preta pode ser salva no fogo com açúcar e limão. Uma opção criativa é fazer chutneys: compotas indianas agridoces e picantes que acompanham carnes e pães.

    Queijos

    A casca dura em volta de queijos como parmesão ou gruyére não é muito mastigável, mas fervê-la com o molho dá um gostinho bacana. E a casca roxa do gouda é comestível – não precisa tirar.

    Continua após a publicidade
    Publicidade