Clique e Assine SUPER por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Quais são as frutas usadas para o sabor tutti-frutti dos chicletes?

Por Redação Mundo Estranho
Atualizado em 22 fev 2024, 11h00 - Publicado em 18 abr 2011, 18h55
Frutas

Depende do lugar. O segredo do tutti-frutti é mesclar os sabores mais populares para o paladar de cada país. No Brasil, a mistura leva laranja, banana, abacaxi, baunilha e morango. Na fórmula americana, a principal diferença é a cereja, fruta muito popular por lá. Na Ásia, adiciona-se o cravo e, na Europa, a mistura tem gostinho de canela. Mas não é uma composição fixa. Em outras épocas, o tutti-frutti brasileiro já teve maçã, groselha, framboesa e limão. “O aroma suave da maçã acabou eliminado porque mal era percebido em meio aos sabores intensos da banana e do abacaxi. Já a groselha e a framboesa saíram porque eram muito caras. O limão também, mas foi substituído pela laranja”, afirma o químico Moisés Galano, gerente de criação de uma empresa que desenvolve aromas. Qualquer que seja a combinação, o tutti-frutti surge de uma mescla de substâncias aromáticas que dão sabor às frutas na natureza.

Cada fruta possui cerca de 300 dessas substâncias, mas apenas as principais são utilizadas para criar cada sabor artificial. É o suficiente para sentir a parte mais importante do gosto da fruta. Embora possa ser criado a partir de essências naturais, o mais comum é que o tutti-frutti seja formado por substâncias aromáticas sintéticas, produzidas em laboratório desde o fim do século 19. Nesse processo, o primeiro passo é isolar os principais ingredientes da substância desejada, determinar suas estruturas orgânicas e depois reproduzi-las por meio de uma série de reações químicas. No fim vem a parte mais criativa: uma mistureba de todas as substâncias aromáticas até chegar no ponto ideal. “O processo é todo automatizado. Um aparelho reúne centenas de substâncias e o resultado é degustado em um dispositivo que exala o aroma. Os ajustes finais são feitos por computador”, diz Moisés.

Simplificação artificial Apenas uma parte dos aromas naturais é aproveitada

Fruta – Morango

Continua após a publicidade

Substâncias aromáticas na natureza – 280

Substâncias usadas no tutti-frutti de 40 a 60 – de 40 a 60

Fruta – Laranja

Continua após a publicidade

Substâncias aromáticas na natureza – 80

Substâncias usadas no tutti-frutti de 40 a 60 – de 40 a 60

Fruta – Abacaxi

Continua após a publicidade

Substâncias aromáticas na natureza – 170

Substâncias usadas no tutti-frutti de 40 a 60 – de 20 a 30

Fruta – Banana

Continua após a publicidade

Substâncias aromáticas na natureza – 140

Substâncias usadas no tutti-frutti de 40 a 60 – de 35 a 45

Fruta – Baunilha

Continua após a publicidade

Substâncias aromáticas na natureza – 80

Substâncias usadas no tutti-frutti de 40 a 60 – de 1 a 5

Leia também:

– Que frutas são originais do Brasil?

– Qual a diferença entre fruta e legume?

– Qual a fruta mais doce do mundo?

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.